Vacina da covid-19 não ficará pronta antes de novembro, diz CEO da Moderna

0
14

Vacina da covid-19 não ficará pronta antes de novembro, diz CEO da Moderna

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Para o CEO da empresa de biotecnologia americana Moderna, Stéphane Bancel, a vacina da companhia contra o novo coronavírus não ficará pronta antes de novembro — frustrando as expectativas do presidente americano Donald Trump de ter uma proteção aprovada antes das eleições dos Estados Unidos. Em entrevista ao jornal britânico Financial Times, Bancel afirmou que “a Moderna não estará pronta para pedir o uso emergencial da vacina ao Food And Drug Administration (FDA) antes do dia 25 de novembro”.

Para Bancel, a dose da vacina também não estará disponível para toda a população até a próxima primavera no hemisfério norte (entre os meses de março e junho). “Do dia 25 de novembro em diante teremos dados o suficiente para colocar os Estados Unidos em uma aprovação emergencial da vacina, assumindo que ela seja saudável e que os resultados sejam positivos”, continuou ele.

A vacina da Moderna é baseada no RNA mensageiro, bem como a da farmacêutica Pfizer, que tem como objetivo produzir as proteínas antivirais no corpo do indivíduo. Com a injeção, o conteúdo é capaz de informar as células do corpo humano sobre como produzir as proteínas capazes de lutar contra o coronavírus.

A proteção da companhia, que foi a primeira a realizar testes em humanos desde o início da pandemia, está sendo testada em 30.000 pessoas em 87 localidades diferentes nos Estados Unidos. Ela é uma das 192 vacinas que estão sendo desenvolvidas atualmente no mundo, segundo o último relatório da Organização Mundial da Saúde (OMS), do dia 30 de setembro. A Moderna também integra o grupo das dez companhias que estão na última fase de testes necessários para entender se uma proteção é ou não eficaz contra o vírus.

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários