Tintim por tintim – Como surgiu a expressão e o que significa

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Certamente você já deve ter ouvido a expressão ‘tintim por tintim’. Mas você sabe o que ela significa? Geralmente utilizamos esta locução adverbial quando queremos descrever algo em seus mínimos detalhes, ou seja, explicar tudo “tintim por tintim”. Portanto, originalmente essa expressão, tanto no Brasil quanto em Portugal, indicava um pagamento feito minuciosamente ou seja, moeda por moeda.

Além disso, na época em que se utilizavam mais moedas do que cédulas, as moedas tiniam, ao contrário de hoje. Por este motivo, o tilintar das moedas ficou conhecido por ‘tintim’, fazendo referência ao ato de contar uma moeda por vez, para prestar contas ou pagar dívidas.

Como a expressão foi incorporada na língua portuguesa?

Fonte: Pexels

Segundo o filólogo brasileiro João Ribeiro, tintim por tintim é um onomatopeia isto é, a descrição do barulho ocasionado pelo tilintar de moedas, ou seja, o som que uma moeda faz quando cai sobre outra. A princípio, essa expressão era usada para se referir a uma conta ou dívida paga até a última moeda. Portanto, quando dizemos que queremos ouvir informações precisas e detalhadas sobre algum fato ou situação, usamos esse famoso ditado popular. Desse modo, essa origem é a mais aceita na língua portuguesa nos dois países que utilizam a expressão.

Por outro lado, o dicionário Houaiss aponta que essa interjeição pode derivar de tsing-tsing, expressão do pidgin (em inglês, jargão resultante da mistura de inglês e chinês). Há ainda uma outra teoria que sugere que o termo surgiu a partir do advérbio latino pedetentim (ou pé ante pé que significa sorrateiramente ou de mansinho).

Diferença entre tintim e tim tim

Tintim por tintim: como surgiu e o que significa essa expressão?
Fonte: Pexels

Por fim, não confunda o tintim do tilintar de moedas com tim tim. Esta última é uma outra expressão utilizada quando brindamos usando taças de vidro ou cristal. Existem várias teorias sobre a origem dessa tradição. Todavia, uma das mais aceitas remontam a Grécia antiga. Segundo historiadores, os anfitriões tinham o costume de brindar com seus convidados como um gesto de confiança, para demonstrar que a bebida não estava envenenada.

Para esclarecer, com o toque de taças a bebida que estava em um copo saltava para o outro. Desse modo, era justamente essa mistura dos líquidos que mostrava que a bebida era segura para todos. Caso contrário, se ela estivesse todos que participavam do brinde ficavam sujeitos ao veneno presente em única taça.

Agora que você já sabe o que significa a expressão que descreve o barulho das moedas, leia também: 6 barulhos do corpo que podem ser um alerta de perigo

Fontes: Só Português, Ciberdúvidas

Fotos: Pexels

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *