Saque com Pix no comércio deve ser lançado em junho, diz BC

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O saque de dinheiro em espécie no comércio por meio do Pix, novo sistema de pagamentos instantâneos brasileiro, deve ser lançado para os usuários do sistema de pagamentos a partir de junho, informou o BC (Banco Central), com exclusividade para o UOL.

A possibilidade de saques em lojas físicas foi anunciada pelo presidente do BC, Roberto Campos Neto, em junho de 2020. A operação é igual a de uma compra tradicional. O usuário fará o pagamento para o lojista por meio do Pix e receberá o dinheiro em espécie.

Para o BC, que desenvolveu o Pix, a medida beneficia os clientes de bancos tradicionais e de fintechs que não dependerão exclusivamente das agências e de caixas eletrônicos para fazer os saques.

Os técnicos do BC também afirmaram que a medida trará mais segurança para os lojistas. A expectativa é que, com o início do saque Pix, os lojistas reduzam o número de idas aos bancos para fazer depósitos e, assim, dependam menos dos serviços de transporte de dinheiro.

Dados do BC mostram que em 2021 já foram realizadas 286 milhões de operações por meio do Pix, enquanto foram realizadas 53,2 milhões de TEDs, no mesmo período. Apesar do número de TEDs ser inferior, os clientes dos bancos transferiram R$ 2,7 trilhões. Já os usuários do Pix movimentaram R$ 225 bilhões.

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *