PerifaCon: edição virtual e gratuita acontece neste fim de semana

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Em formato totalmente virtual e gratuito, a PerifaCon está de volta em 2021. Apelidado de “ComicCon das favelas”, a programação do evento de cultura pop começa nesta sexta-feira (26) e vai até o próximo domingo (28).

Com o título Brotando Nas Redes, a edição terá conteúdos gravados e ao vivo. Isso inclui painéis temáticos sobre o universo do entretenimento e a representatividade da periferia, além de oficinas de quadrinhos e ilustradores.

Concurso cosplay encerrará a PerifaCon – Brotando nas Redes.Fonte:  PerifaCon/Divulgação 

A PerifaCon é uma oportunidade para o público da “ComicCon das favelas” interagir com outros fãs e mostrar a força do cenário nerd, geek e pop nas periferias. O evento também abre espaço para os artistas mostrarem os trabalhos durante o período de pandemia.

Outro destaque do festival será o concurso de cosplay, no qual os participantes se fantasiam como os personagens do cinema, HQs, séries de TV e animes. Ao todo serão 17 concorrentes e o vencedor levará para casa um prêmio de R$ 1.000.

“Cosplay é um entretenimento garantido em qualquer comic con, não podia faltar no Brotando na Rede. Esse concurso tem o objetivo de promover, valorizar e fortalecer a identidade e as manifestações de pessoas periféricas, negras e LGBTQI+ no universo nerd, geek e pop”, comenta Gabrielly Oliveira, uma das criadoras do festival.

Para acompanhar a programação no YouTube e nas redes sociais, basta fazer um breve cadastro no site da PerifaCon.

Edição virtual da PerifaCon espera repetir o sucesso da versão física.Edição virtual da PerifaCon espera repetir o sucesso da versão física.Fonte:  PerifaCon/Divulgação 

Evento referência do calendário nerd

A primeira edição da PerifaCon aconteceu em 2019 e foi um grande sucesso de público. Mais de 7 mil pessoas visitaram o evento realizado na Fábrica de Cultura do Capão Redondo, periferia de São Paulo.

Desde então, o festival serviu de referência para projetos semelhantes em outras regiões de São Paulo e do Brasil. Com essa influência, os organizadores querem obter um espaço maior no calendário cultural paulista.

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *