Para qual lado abre sua porta?

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

3791837282 portas

Portas, quão importantes elas são! É a entrada, a possibilidade de se inserir num cenário novo, num ambiente novo, num mundo novo. Hoje em dia, portas ganharam importância fundamental no equilíbrio arquitetônico das casas modernas, são cada vez mais grandonas, mais imponentes, mais impressionantes, valorizando e esbanjando beleza na ousadia das  fachadas.

Chaplin expressou um de seus pensamentos sobre a fé ligada a figura poderosa da porta: “Penso que a fé é a extensão do espírito. É a chave que abre a porta do impossível.” É exatamente esta porta que sonhamos um dia ser aberta para nós, a porta das coisas que julgamos impossíveis. Pela fé sabemos que tais portas só se abrem se Deus quiser abrir, caso contrário permanecerão fechadas.

O interessante é quando pensamos no objeto que abre uma enorme, sólida e intransponível porta, uma pequenina chave! Se tivermos a chave certa o abrir será apenas uma questão de realizar o gesto certo e fácil, introduzir e girar a chave, pronto! Porta aberta! O que nos leva a conclusão óbvia, não existem portas impossíveis de abrir, o que existem são chaves erradas. Pois quando finalmente temos a chave correspondente a sua porta, o abrir passa a ser natural.

Qual seria então a nossa pequenina chave? Como abrir portas rigorosamente fechadas, impenetráveis, impossíveis de abrir? Nossa chave chama-se oração. Como qualquer chave, a  oração tem os seus segredos. O desafio é exatamente este, segredos. A oração não tem receita de bolo, faça assim e tudo acontecerá! Esquece, não caia nessa, a oração tem segredos. E segredos o Pai confia a filhos fiéis, quando e como quer, sempre no tempo e nos termos dEle.

Se me permite, vou compartilhar com você apenas uma dica que a vida me ensinou. Um dos segredos da oração atende pelo nome de “fé”. Foi somente a fé que me fez todos os dias, ao longo de dez anos, pedir uma bênção que, logo no primeiro ano de petição e batalha espiritual, o Senhor havia me prometido. Foi por fé que resisti e suportei o tempo de espera, fácil não foi, mas valeu a pena. Deus nos deu a chave da oração, porém os segredos permanecem com ele e a quem quiser revelar.

Durante muito tempo um dos quadros de maior sucesso do programa Silvio Santos era o Porta da Esperança, pois vendia o sonho de conquistar um montão de bens materiais para a casa. Portas, todos sonhamos com algumas. Todos nós precisamos que algumas se abram. Mas a sua porta, aquela que chamamos de porta da felicidade, para qual lado abre? Vou te explicar minha pergunta através de um profundo pensamento de Kierkegaard: “A porta da felicidade abre só para o exterior; quem a força em sentido contrário acaba por fechá-la ainda mais.”

A ideia de Kierkegaard é simples e bela, a felicidade precisa ser doada, partilhada, não é possível trancá-la, fechá-la atrás de uma porta. E a felicidade nunca é plena quando somos a banda de um homem só, precisamos de harmonia, de conjunto, de cantarmos e tocarmos no mesmo ritmo. A medida que generosamente damos, também recebemos. Sempre que doamos, Deus nos supre. É misterioso. Não sei exatamente como isso funciona, mas sei que funciona. Escancare a porta da felicidade da sua vida para a participação e o benefício do próximo, pois como bem disse Paulo aos Gálatas 6;7: “tudo o que o homem semear, isso também ceifará”.

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: “Adolescência Virtual”, “Por que esta geração não acorda?”, “Caminhos” e “Aliança”.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Declaração de Inferioridade

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *