Jesus, o campeão invicto

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O livro do Apocalipse é o livro das revelações. No capítulo 5, a Bíblia Sagrada registra o momento em que São João o apóstolo recebeu a graça de ser levado a uma dimensão profética, e Diante do Trono de Deus, ele viu um posicionado um livro escrito por dentro é por fora, e selado com selos.

Ele ouviu quando uma voz disse: “Quem vai abrir o livro e desatar o seu eu selo?”. Houve um silêncio do céu. Foi um momento único. E a sensação de fracasso, a sensação de frustração, a sensação de que a criação perdia o seu sentido, porque o livro estava fechado e não havia ninguém digno de desatá-lo e de abri-lo, fez com que João começasse a chorar, mas no meio do seu choro ele é interrompido por uma voz que lhe diz: “Não chores mais, porque o Cordeiro que foi morto e reviveu, o Leão da Tribo de Judá é digno de abrir o livro e desatar os seus selos.

João vê o momento extraordinário em que o Senhor Jesus é apresentado como o campeão invicto. Aquele que nunca perdeu nenhuma batalha. Todas as lutas travadas foram vencidas por ele. Jesus é maior do que o pecado. É maior do que satanás. É maior do que todas as acusações, do que as nossas falhas. É maior do que todas as enfermidades.

Jesus é maior do que as nossas fraquezas. Ele é maior do que todos os obstáculos o que se levantam e se colocam entre nós e os nossos ideais, a nossa felicidade e entre nós de Deus.

Ele é maior! É o campeão invicto! Ele viveu o momento decisivo quando foi levado para a Cruz do Calvário e entregou a Sua vida. A Bíblia diz que Deus prova o seu próprio amor para conosco, tendo o seu filho, Cristo Jesus, morrido uma única vez por nós, sendo nós ainda pecadores.

Na Cruz, nós vemos a imagem de um Deus aparentemente fracassado. Ele está crucificado, pregado entre dois criminosos. Ele tem uma coroa de espinhos na cabeça, ele está todo deformado, todo ferido e às 3 horas da tarde, depois de pedir ao Pai que perdoasse as pessoas que fizeram mal a ele e perdoasse a humanidade, Ele entrega o seu espírito a Deus e morre, sendo sepultado no túbulo virgem do senador José de Arimateia.

Mas no domingo de manhã, quando as irmãs foram ao túmulo de Jesus para render as suas homenagens ao corpo do Mestre, encontraram a pedra removida, a sepultura vazia e, sentado sobre a pedra, um anjo que disse: “Por que vocês estão buscando o vivo no meio dos mortos? Ele não está aqui. Ele ressuscitou!” Porque Ele vive nós podemos, você e eu, crer no amanhã.

Este Jesus, campeão invicto, tem um profundo interesse pelas nossas vidas, pela sua vida. Eu quero que você, hoje, se aperceba de que a semente do campeão invicto está plantada em você!

Então levante a sua cabeça! Ele que foi vitorioso em vencedor, segundo a Bíblia Sagrada nos fez mais do que vencedores. Levante-se e triunfe sobre aquilo que lhe paralisa, sobre aquilo que lhe amedronta, que lhe preocupa. Deposite toda a sua confiança nas mãos de Deus, o seu coração em Cristo e comece a marchar, porque Ele não teria começado o que não podia terminar. Ele tem poder!

Deus em Cristo, o campeão invicto tem poder de terminar na sua vida aquilo que Ele começou. Que Deus te abençoe. Que Deus te guarde. Que Deus abençoe a sua casa, a sua família. E que Deus abençoe o Brasil!

Roberto de Lucena é Pastor e Deputado Federal (Podemos) por SP. Presidente da Frente Parlamentar de Defesa dos Direitos Humanos e pela Justiça Social e ex-presidente da Frente Parlamentar de Liberdade Religiosa.

*O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: O Natal de Jesus

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *