Início ECONOMIA Índices futuros americanos operam sem direção definida e bolsas europeias sobem à espera de decisão do Fed

Índices futuros americanos operam sem direção definida e bolsas europeias sobem à espera de decisão do Fed

por Equipe InfoMoney
1 Já viram


(berya113/Getty Images)

Os índices futuros americanos têm desempenhos variados nesta quarta-feira (16), assim como ocorreu com as bolsas asiáticas. As bolsas europeias têm leves altas. Investidores aguardam a divulgação do resultado da reunião de dois dias do Federal Reserve, seguida de fala do presidente da instituição.

Na terça (15), o índice S&P recuou 0,2%, deixando o patamar recorde que havia atingido no dia anterior. O Dow caiu 100 pontos, e o Nasdaq, 0,7%, prejudicado pelo desempenho fraco de ações de grandes empresas de tecnologia.

Também na terça, o Federal Reserve iniciou a sua reunião de dois dias. Não é esperada uma mudança na política na instituição nesta data, mas investidores aguardam por sinais sobre mudanças mais à frente, entre elas a redução da compra de títulos. Às 15h (horário de Brasília), o banco central americano divulga as atas da reunião, sua declaração e suas previsões sobre a taxa de juros, seguidas de uma fala do presidente da instituição, Jerome Powell, à imprensa, às 15h30.

As previsões da instituição podem indicar uma alta na taxa de juros referenciais em 2023. Anteriormente, autoridades do Fed não haviam chegado a um consenso sobre o assunto.

Segundo dados divulgados na terça, o índice de preços ao produtor (PPI, na sigla em inglês) subiu em seu ritmo mais forte em quase 11 anos para o mês de maio. Os sinais de alta na inflação têm feito com que alguns analistas defendam que o Fed repense sua política monetária expansionista -a instituição vem comprando US$ 120 bilhões em títulos mensalmente, à medida que a economia continua a se recuperar da pandemia.

Outros têm, no entanto, uma visão diferente. Em entrevista à CNBC, Brad McMillan, investidor chefe na Commonwealth Financial Network avaliou: “na comparação de dois anos, a inflação ainda está no patamar normal para a última década. Os números de um ano podem ser enganadores… Quando se olha com cuidado em janela de tempo e componentes, a inflação não chega perto de ser tão ruim quanto os números das manchetes sugerem”.

As minutas da última reunião do Fed indicaram que algumas autoridades do comitê de política monetária avaliam que a instituição poderia começar a discutir ajustes na política de compra de títulos, dependendo da recuperação da economia. Sinais de que o Fed reavaliaria essa política podem mover os mercados.

As bolsas asiáticas fecharam a quarta com desempenhos variados, com destaque negativo para as bolsas da China continental, em meio à divulgação de indicadores abaixo do esperado na China e no Japão.

Na terça, foram divulgados dados indicando alta de 8,8% na produção industrial da China em maio, em comparação com o mesmo período do ano anterior. O patamar ficou abaixo do patamar de 9,8% de abril, e frustrou a expectativa de analistas ouvidos pela agência internacional de notícias Reuters, de alta de 9% na comparação anual.

As vendas no varejo aumentaram 12,4% em maio na comparação anual, frente à previsão de alta de 13,6% de analistas ouvidos pela Reuters.

Na China continental, o componente Shenzhen recuou 2,572%, enquanto que o Shanghai composto perdeu 1,07%; em Hong Kong, o índice Hang Seng recuou 0,68%.

Segundo dados divulgados na quarta pelo Ministério das Finanças do Japão, as exportações subiram em maio 49,6% em comparação com o ano anterior, abaixo da expectativa de alta de 51,3%, segundo analistas ouvidos pela Reuters. O Nikkei, do Japão, recuou 0,51%. Na Coreia do Sul, o Kospi subiu 0,62%.

As bolsas europeias têm leves altas nesta quarta, à espera do resultado da reunião do Fed. O índice Stoxx 600, que reúne as ações de 600 empresas de todos os principais setores de 17 países europeus, sobe 0,2%, com destaque para os setores de petróleo e gás, que sobem 0,7%, enquanto que os setores de recursos básicos e o de automóveis caem 0,7%.

Estatísticas oficiais indicaram que o IPC (Índice de Preços ao Consumidor) do Reino Unido subiu em maio 2,1% na comparação anual, frente à expectativa de alta de 1,8%. E 0,6% na comparação mensal, frente à expectativa de alta de 0,3%.

Veja o desempenho dos principais índices às 6h40 (horário de Brasília):
*S&P 500 Futuro (EUA), -0,09%
*Nasdaq Futuro (EUA), +0,04%
*Dow Jones Futuro (EUA), -0,02%
Europa
*FTSE (Reino Unido) +0,26%
*Dax (Alemanha), +0,44%
*CAC 40 (França), +0,35%
*FTSE MIB (Itália), -0,21%
Ásia
*Nikkei (Japão), -0,51% (fechado)
*Hang Seng Index (Hong Kong), -0,7% (fechado)
*Kospi (Coreia do Sul), +0,62% (fechado)
*Shanghai SE (China), -1,07% (fechado)
Commodities e bitcoin
*Petróleo WTI, +0,139%, a US$ 72,22 o barril
*Petróleo Brent, +0,16% a US$ 74,11 o barril
*Bitcoin +0,12%, a US$ 40.103,75
**A Bolsa de Dalian fechou com o minério de ferro em queda de 1,52%, cotado a 1197,5 iuanes, equivalente hoje a US$ 187,13 (nas últimas 24 horas).
USD/CNY = 6,40

O Telegram do InfoMoney oferece gratuitamente uma cobertura em tempo real do mercado financeiro. Traz também análises e as principais notícias que movimentam as Bolsas, aqui e no exterior.




Esse conteúdo pertence ao site:

Site: www.infomoney.com.br

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS