HomeKit da Apple controla 19 itens da minha casa e a conta de luz nem subiu – 30/10/2020

1
20

HomeKit da Apple controla 19 itens da minha casa e a conta de luz nem subiu – 30/10/2020

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Muita gente deve olhar para o aplicativo “Casa” no seu iPhone ou iPad e se perguntar para que ele serve, isso se ele já não foi devidamente apagado da sua tela de início. Pois esse app tem uma função muito importante: ser a central de controle e configuração do HomeKit, a tecnologia de automação residencial da Apple.

A tecnologia foi lançada pela Apple em 2014 com o iOS 8; o app chegou um pouco mais tarde, em 2016. Com ela, desenvolvedores de apps e fabricantes de hardware podem se integrar com o ecossistema da Apple, permitindo ao usuário o controle desses dispositivos através de todos os aparelhos da empresa —do Apple Watch ao HomePod.

Entendendo o aplicativo Casa

Imagem: Guilherme Rambo

O app é dividido em algumas partes. A primeira aba mostra uma visão geral da sua casa; a próxima é dedicada aos diferentes cômodos como cozinha, quarto e sala; a terceira permite visualizar e configurar automações; se você estiver no iOS 14.1 ou superior, a quarta aba tem algumas dicas e sugestões de produtos que se integram com o HomeKit.

Todas as informações e configurações dos dispositivos inteligentes que você tem em casa ficam salvos e associados com sua conta do iCloud. Além disso, é possível ter mais de uma casa configurada. Cada casa é dividida em cômodos que podem ser criados e nomeados como você quiser. Se a sua casa for muito grande, também é possível agrupar múltiplos cômodos em zonas — uma para cada andar, por exemplo.

Outro aspecto importante do aplicativo Casa é que ele permite que você convide outras pessoas para fazerem parte da sua casa, independentemente da configuração de família que você tem na sua conta da Apple. O controle sobre o que cada pessoa tem permissão de visualizar ou modificar também é bastante preciso.

Acessórios e automação

O app Casa é bastante completo, mas não tem muita utilidade se você não possuir na sua casa equipamentos compatíveis com o HomeKit. Existe uma variedade imensa de equipamentos que podem ser instalados e integrados ao app Casa, desde lâmpadas até persianas ou sistemas de alarme.

Vou falar aqui sobre o que eu tenho no meu apartamento, que acredito ser um conjunto básico de acessórios inteligentes. É claro que pode parecer muita coisa e um investimento muito alto para começar, porém eu comecei com apenas algumas poucas lâmpadas e fui adicionando mais aos poucos. Não é necessário mudar a casa inteira de uma vez só para tirar proveito do HomeKit, mas é claro que quanto mais acessórios você tiver em casa, mais útil ele se torna.

Começando pelas lâmpadas, tenho em praticamente todos os cômodos lâmpadas Hue, da Philips. Existem alguns modelos diferentes dessas lâmpadas, mas as que eu tenho aqui são as que podem ser configuradas em qualquer cor. Honestamente, essa flexibilidade de cores não me parece necessária, as lâmpadas que permitem trocar apenas a temperatura da cor — mais baratas — já seriam mais que suficiente.

As lâmpadas Hue exigem o uso de uma ponte, que funciona como se fosse um modem e serve para integrar elas com a sua rede. Existem alguns kits à venda que já trazem um conjunto de lâmpadas e a ponte. Tenho apenas uma ponte da Philips no apartamento inteiro que está servindo 19 acessórios e funcionando muito bem. Se a casa ou apartamento for muito grande, talvez seja necessário ter mais de uma ponte em diferentes cômodos.

Ainda da Philips, tenho também sensores de movimento. O legal é que com eles é possível configurar automações. Eu tenho uma que acende a luz do corredor quando o sensor detecta movimento e apaga automaticamente depois de cinco minutos. Também tenho um sensor no banheiro que tem a mesma função.

Os sensores de movimento Hue trazem também dois outros sensores acoplados, de luminosidade do ambiente e de temperatura. Todo cômodo que possui um deles pode mostrar a temperatura no app Casa.

Com tanta lâmpada inteligente, como controlar tudo isso? Os interruptores antigos ficam ligados eternamente, afinal a lâmpada precisa sempre ter um pouco de energia para que possa receber comandos. Controlar as lâmpadas sempre pelo iPhone ou com comandos de voz também não é tão prático, principalmente se você tem visitas em casa.

Para isso, existem também os interruptores integrados ao HomeKit. Aqui eu tenho eles na sala/cozinha e no banheiro. O dimmer da Hue tem quatro botões: ligar/desligar e aumentar/reduzir a luz. Como não uso muito o recurso de aumentar ou reduzir a intensidade das luzes, acabo utilizando somente as funções de ligar ou desligar.

O interessante desses interruptores, além do fato de ser possível controlar muitas lâmpadas com apenas um comando, é que por meio de automações é possível variar sua função dependendo da hora do dia, quem está ou não em casa e outros fatores.

Uma dúvida que pode surgir, especialmente considerando que essas lâmpadas inteligentes precisam estar sempre energizadas, é qual o impacto que isso tem na conta de luz. Aqui, não percebi nenhum aumento no consumo de energia por conta disso. Além desses produtos utilizarem sistemas muito eficientes e lâmpadas de LED, acredito que o fato das automações ajudarem a desligar as luzes quando não são necessárias acaba compensando o pequeno consumo delas quando estão em espera.

Controlando equipamentos incompatíveis

Tudo o que eu falei até aqui diz respeito aos acessórios compatíveis com HomeKit. Alguns deles podem ser vistos na loja online da Apple, mas também podem ser encontrados em diversas outras lojas, tanto online quanto físicas.

Mas existem alguns equipamentos que podem se beneficiar dessa integração com HomeKit, ou ao menos com a Siri, mas não são compatíveis de fábrica. Nesses casos, para quem for mais aventureiro, é possível integrá-los por meio de projetos como o Homebridge. Aqui por exemplo eu tenho uma câmera que nada mais é do que um Raspberry Pi Zero com módulo de câmera rodando esse software.

Outros tipos de automação podem ser feitos apenas utilizando alguns serviços especializados, como o IFTTT. Usei uma automação que conversa com o IFTTT para poder controlar meu Roomba com a Siri.

Como disse antes, automação residencial pode parecer algo muito complicado ou um investimento muito alto, mas é possível começar aos poucos e em alguns anos ter a casa toda conectada. Eu recomendo.

FONTE ORIGINAL

Deixe uma mensagem para esse post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui