Hearthstone promete novas cartas e modos de jogo ao longo de 2021

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Hearthstone foi um dos jogos mais comentados da feira online BlizzConline 2021 graças à revelação do Ano do Grifo, com direito a nova expansão Forjado nos Sertões e o retorno do Formato Clássico ao jogo, igualzinho a como ele foi lançado originalmente em 2014!

Para conhecer um pouco mais sobre as 135 novas cartas de Forjado nos Sertões e conhecer os planos futuros do time de desenvolvimento para manter Hearthstone em alta, a Blizzard gentilmente nos convidou para uma entrevista exclusiva com Alec Dawson, seu game designer sênior, e Cora Georgiou, game designer associada. Confira a seguir como foi o nosso papo!

Poucos jogos atuais conseguem manter um ritmo de atualizações tão bom quanto o que vocês mostraram ao longo do Ano da Fênix. Será que vai dar para repetir a dose no Ano do Grifo em 2021?

Alec Dawson: “Manter o ritmo é um bom desafio, porque logo mais teremos a chegada do Formato Clássico, enquanto os Campos de Batalha seguem imensamente populares, então temos que lidar com muita coisa ao mesmo tempo! É por isso que nós vemos Hearthstone como uma grande plataforma de cartas capaz de abrigar todas as suas variações.

Esse conceito é algo que obviamente vai continuar ao longo do próximo ano também, já que o time está bem focado em ter várias formas divertidas de engajar com os nossos jogadores. O desafio é garantir que todas as diferentes formas de Hearthstone sejam as melhores possíveis!”

Cora Georgiou: “O Ano da Fênix certamente foi o nosso ciclo mais ambicioso até agora, mas acho que ele também estabeleceu boas bases para mostrar o quanto somos capazes de fazer e o quanto podemos alcançar juntos ao acrescentar cada vez mais conteúdo ao mundo de Hearthstone!”

E parece que essa mentalidade está dando certo, já que Hearthstone anda batendo recordes de jogadores…

Cora Georgiou: “Temos muita sorte de ter uma comunidade tão legal mais de sete anos depois do lançamento! Hoje são mais de 23 milhões de jogadores ativos, o que é algo que ainda faz a minha mente explodir! (risos) Somos muito gratos por isso, então queremos continuar dando todo o conteúdo que os jogadores veteranos esperam, mas também acrescentaremos novas oportunidades para os novos jogadores. É nessa mentalidade que estamos focados nos Campos de Batalha e no novo modo Mercenários.”

E entre tantos modos, qual é o favorito de vocês? Tem algo que vocês se orgulham bastante de ter lançado?

Cora Georgiou: “Nossa, é como ter que escolher um favorito entre os seus filhos! (risos) Pessoalmente, tento jogar todo os diferentes modos… jogo bastante o Duelos, porque é muito, muito divertido! Gosto da estrutura de Arena, e não é segredo algum que eu gastei tempo demais nos Campos de Batalha. Já foram mais horas lá do que poderia contar! Então acho que pendo mais para o lado dele mesmo, simplesmente  é uma experiência bem diferente!”

Alec Dawson: “Claro que eu também acabo jogando de tudo, mas uma das coisas que nós gostamos de fazer são os mini-sets, tipo quando lançamos os Darkmoon Races e realmente sacudimos o meta! Simplesmente amo quando isso acontece no meio do caminho, quando temos novas expansões e decks chegando, isso é algo que me empolga! Adoro essas reviravoltas no meio da vida de uma expansão!”

E o que motivou vocês a focar os teasers e material de divulgação da nova expansão na Horda? Como foi a escolha dos Sertões como tema da expansão?

Cora Georgiou: “As novas experiências são focadas no sentimento de explorar o mundo clássico de World of Warcraft, naquela emoção de começar um novo personagem, podendo subir de nível e ficar mais forte, e então se mover pelo mundo de Azeroth. Por isso, a Horda parecia algo natural para a gente começar a trabalhar. Ainda temos muito conteúdo a revelar no resto do ano, mas parecia bom começar nos Sertões, uma zona de baixo nível para personagens da Horda.

Vamos seguir os nossos dez personagens ao longo do ano, sendo cinco deles da horda e cinco da Aliança, então os nossos jogadores da Aliança não precisam se sentir esquecidos (risos). Mas gosto dos Sertões porque é um bioma rico e cheio de personagens incríveis! Acho que um bom sinal disso é que vimos muitos jogadores especulando, ainda antes da revelação, se teríamos algo de Mankrik e mais material dos Sertões. Então, para nós, parece que fizemos a escolha certa!”

E quanto ao novo modo dos Mercenários, já tem algo que vocês possam antecipar e revelar para a gente?

Alec Dawson: “Ainda vamos falar mais dos Mercenários ao longo do ano, mas esse modo terá um grande foco em subir de nível, customizar personagens e ver as coisas mudando a cada nova partida. Pensamos em coisas que já deram certo em Hearthstone e em como poderíamos implementá-las com uma nova leitura em Mercenários, então ele será uma ótima experiência de estratégia!”

Cora Georgiou: “Era muito importante para a gente trazer um monte de personagens que os jogadores estejam familiarizados e, como o Alec disse, customizar a sua experiência a cada partida.”

Com tantas novidades, não acham que o jogo pode ser um pouco intimidador para alguém que esteja jogando agora pela primeira vez?

Alec Dawson: “Isso é algo que nós conversamos bastante entre o time de desenvolvimento, porque nós temos os Campos de Batalha como um modo super popular, mas se você chegar agora ao jogo, tem um tutorial que pode ser bastante longo no caminho. Então pensamos bastante em que tipo de coisa pode ser legal para alguém interagir com Hearthstone pela primeira vez?

Será que é melhor a pessoa fazer os seus decks para o modo ranqueado? Ou ir direto para os Mercernários? Levamos em conta como isso pode funcionar para os jogadores e estamos pensando em dar um pouco mais de escolhas em suas experiências iniciais, de forma que elas possam descobrir por si mesmas qual é o seu perfil de jogador. Vamos tentar guiá-las um pouco melhor para o que elas devem mirar no futuro do jogo.”

Deve ter sido uma tarefa hercúlea lançar tanta coisa em plena pandemia do coronavírus e ainda ter que preparar os anúncios dessas BlizzConline, não é?

Cora Georgiou: “A gente certamente acabou montando um ano bem ambicioso! Faz um pouco mais de um ano que tivemos um evento para revelar o Ano da Fênix, nossos planos para o Caçador de Demônios e Cinzas de Terralém. Aí aconteceu a pandemia do coronavírus, que obviamente ninguém estava esperando, mas acho que tivemos sorte porque, mesmo que o ambiente de trabalho seja muito diferente agora, pudemos ser flexíveis.

Por exemplo, agora mesmo eu estou dando essa entrevista do meu quarto, torcendo para o meu cachorro não começar a latir (risos). E mesmo com todos esses percalços conseguimos lançar muito conteúdo que os jogadores pareceram gostar bastante, então estamos muito orgulhosos disso!”

Alec Dawson: “Acho que a BlizzCon é uma das datas mais especiais do ano para os fãs da Blizzard, então é incrível que a gente possa fazer algo mesmo durante esses tempos de pandemia e passar esse sentimento de estar mesmo na feira, mesmo que de casa. Tenho certeza que quando o evento voltar para valer, vai ser incrível, mas fico super empolgado pela oportunidade de podermos conversar virtualmente esse ano, espero que os fãs estejam tão felizes quanto a gente!”

O que você achou das novidades reveladas para Hearthstone durante a feira virtual? Está empolgado com os planos para o futuro conteúdo do jogo de cartas? Comente a seguir!

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *