Covax entra em operação com 1ª remessa de vacinas para África – Notícias

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:


O programa Covax para distribuição mundial das vacinas contra covid-19, criado pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e Aliança para a Vacinação (Gavi), deu um passo gigantesco nesta quarta-feira (24) com a primeira remessa de 600 mil doses, fabricadas pela AstraZeneca e com destino a Gana (África Ocidental).


As doses foram fabricadas pelo Instituto do Soro da Índia, parceiro da AstraZeneca no desenvolvimento de sua vacina, e foram transportadas de Bombaim para a capital ganesa com escala em Dubai (Emirados Árabes Unidos), de acordo com o comunicado conjunto da OMS, Gavi e Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), promotores da Covax.


Este primeiro carregamento, que seguirá nos próximos dias com outro para a Costa do Marfim, chega uma semana após a OMS autorizar o uso emergencial da vacina AstraZeneca e marca o início de um programa que visa distribuir 2 bilhões de doses em todo o mundo, incluindo 1,3 bilhão para países pobres.



A chegada das vacinas a Acra, capital de Gana, marca “um passo histórico em direção ao objetivo de garantir a distribuição equitativa das vacinas contra Covid-19 em todo o mundo”, enfatizou o comunicado.


“É o primeiro passo, mas apenas o começo”, acrescentou o diretor-geral da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, afirmando que “ainda há muito trabalho a ser feito junto aos governos e fabricantes para atingir o objetivo de profissionais da saúde e idosos já estão começando a ser vacinados em todos os países nos primeiros 100 dias de 2021”.


O programa Covax, segundo o comunicado, será a maior operação de distribuição de vacinas da história.


FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *