Início ECONOMIA Cientistas chilenos recomendam 3ª dose da Coronavac; OMS critica

Cientistas chilenos recomendam 3ª dose da Coronavac; OMS critica

por Poder360
1 Já viram


Cientistas do Chile que testaram a vacina contra a covid-19 produzida pelo laboratório chinês Sinovac, conhecida como Coronavac no Brasil, recomendaram a aplicação de uma dose de reforço nessa 5ª feira (15.jul.2021). Segundo análise dos pesquisadores, os níveis de anticorpos produzidos depois de tomar o imunizante ficaram abaixo do esperado. A OMS (Organização Mundial da Saúde), por outro lado, alerta para a falta de evidências científicas.

Conforme noticiado pela Reuters, os cientistas chilenos afirmaram que a Coronavac tem 1/4 da eficácia na neutralização contra a variante delta. Estudo anterior conduzido na China indicou que o efeito da vacina contra a nova cepa era reduzido em 1/3.

Dimas Covas, diretor do Instituto Butantan, responsável pela fabricação da Coronavac no Brasil, informou no dia 8 de julho que a necessidade do reforço anual da vacina (diferente da aplicação da 3ª dose) está sendo avaliada.

Contudo, ele reforçou que resultados em testes de laboratório são promissores contra a xepa delta, apesar de ainda faltarem os resultados da aplicação na prática.

Em março deste ano, o presidente da Sinovac afirmou que a empresa estava trabalhando em uma atualização do imunizante, sem mencionar uma possível dose de reforço.

RIO DE JANEIRO

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), anunciou nessa 5ª feira (15.jul.2021), que a Prefeitura analisa a necessidade de uma dose de reforço para idosos, que seria aplicada em outubro.

O secretário municipal de Saúde, Daniel Soranz. explicou que a aplicação de uma 3ª dose em idosos ainda está em discussão. “A gente tem que garantir que essa população, que é uma população que tem mais dificuldade de imunizar, de produzir anticorpos, esteja devidamente imunizada”, falou. “Ainda faltam algumas análises, mas é importante que a Prefeitura se planeje”, disse Soranz.

A Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) alertou para a não existência de estudos conclusivos sobre a necessidade de uma 3ª dose ou dose de reforço de vacinas contra a covid-19 autorizadas no Brasil.

Os estudos que buscam investigar os efeitos de uma dose adicional dos imunizantes contra a covid-19 são desenvolvidos pelos laboratórios farmacêuticos. Até o momento, a Anvisa recebeu 2 pedidos de autorização para pesquisas clínicas desse tipo: da Pfizer e da AstraZeneca.

Um dos objetivos dessas pesquisas é investigar a proteção contra variantes do novo coronavírus.

Continuar lendo

(function(d, s, id){ var js, fjs = d.getElementsByTagName(s)[0]; if (d.getElementById(id)) {return;} js = d.createElement(s); js.id = id; js.src = "https://connect.facebook.net/pt_BR/sdk.js"; fjs.parentNode.insertBefore(js, fjs); }(document, 'script', 'facebook-jssdk'));


Esse conteúdo pertence ao site:

Site: /www.poder360.com.br

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS