Birdwatch, a nova ferramenta do Twitter para combater a desinformação

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Recentemente o Twitter lançou um projeto chamado Birdwatch. O objetivo da empresa com esta iniciativa é tentar resolver o grande problema da desinformação que ocorre na rede social. Com o novo sistema, os usuários poderão verificar os tweets para saber se determinada informação é de fato confiável.

Inicialmente o Twitter irá realizar testes com um pequeno grupo de 1000 usuários nos EUA. Estas pessoas irão adicionar notas aos tweets para fornecer um contexto das postagens. Entretanto, os testadores só podem, por enquanto, escrever notas em tweets individuais, que não serão vistos publicamente no Twitter, apenas na plataforma Birdwatch.

Confira abaixo o exemplo de funcionamento da Birdwatch:

Exemplo de funcionamento da plataforma Birdwatch. Fonte: twitter

O vice-presidente de produto do Twitter, Keith Coleman, diz:

“Acreditamos que essa abordagem tem o potencial de responder rapidamente quando informações enganosas se espalham, adicionando um contexto no qual as pessoas confiam e consideram valioso. Eventualmente, nosso objetivo é tornar as anotações visíveis diretamente nos Tweets para o público global do Twitter, quando houver consenso de um amplo e diversificado conjunto de colaboradores.”

No ano passado, o Twitter já havia comentando sobre o desenvolvimento do Birdwatch, porém a companhia não esperava que a funcionalidade fosse lançada antes da eleição presidencial dos EUA.

Segundo a empresa, foram entrevistadas mais de 100 pessoas que acessavam conteúdo político, onde foi dito que as notas do Birdwatch conseguiram fornecer um contexto útil para entender melhor os tweets. Keith diz:

“Nosso objetivo é construir o Birdwatch abertamente e fazer com que seja moldado pela comunidade do Twitter.”

Todos os dados inseridos no Birdwatch ficarão disponíveis para download em arquivo TSV e os algoritmos do programa serão publicados em um “Guia do Birdwatch”. A classificação do sistema inicial será disponibilizada na página do GitHub do Twitter. Keith Coleman diz:

“Sabemos que há uma série de desafios para a construção de um sistema orientado pela comunidade como este – desde torná-lo resistente a tentativas de manipulação até garantir que não seja dominado por uma maioria simples ou tendencioso com base na distribuição de colaboradores. Estaremos focados nessas coisas ao longo do piloto.”

Quer participar do Birdwatch? Veja como!

Caso queira se inscrever para participar do Birdwatch, os usuários do Twitter poderão se inscrever aqui.

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *