Ações do GPA devem sustentar tendência de alta após resultados? Confira | Invest

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Na onda do investidor consumidor, uma das ações que mais fazem parte do dia a dia do brasileiro é do GPA, o Grupo Pão de Açúcar.

A companhia está diante de um momento importante, com a cisão da área que mais cresce, a do “atacarejo” (por meio da bandeira Assaí), e acaba de apresentar seus resultados referentes ao quarto trimestre de 2020, o que aconteceu na última terça-feira (23).

O GPA registrou lucro líquido de 1,59 bilhão de reais no período. No mesmo período do ano anterior, o lucro havia ficado em 94 milhões de reais. Para avaliar as perspectivas da companhia, a EXAME Invest conversou com o analista Luis Fernando Mollo, da EXAME Invest Pro, que falou sobre as perspectivas para os papéis da companhia na Bolsa de Valores e o panorama geral dos resultados da varejista.

As ações do GPA (PCAR3) acumulam alta de 10,6% no ano, com um dos melhores desempenhos do Ibovespa. A alta acumulada chegou a atingir 20,4% na última quarta-feira, depois do resultado e antes da forte queda acompanhando o movimento da bolsa brasileira.

Quer saber qual o setor mais quente da bolsa no meio deste vaivém? Assine a EXAME Invest Pro

Qual deve ser a tendência dos papéis do GPA para os próximos meses?

Segundo o analista da EXAME Invest Pro, a tendência para os papéis do GPA depende um pouco da extensão do auxílio emergencial, que pode movimentar a economia e dar fôlego aos consumidores. “Caso seja efetivada a extensão do auxílio, eu diria que o papel pode continuar mostrando uma tendência de alta dada, a continuidade de uma demanda”, explicou Mollo.

Por outro lado, o especialista alertou que a continuidade de uma boa performance do papel também dependerá de como irá caminhar o crescimento da plataforma online e da abertura de lojas do grupo. “Agora que o Assaí saiu debaixo da asa do Pão de Açúcar, abriu espaço novamente para uma linha de aberturas de Pão de Açúcar e Minuto Pão de Açúcar”, pontuou o analista da EXAME Invest Pro.

A cisão do Assaí como uma empresa à parte na bolsa é um fator que deve beneficiar as ações do GPA, embora não diretamente a sua operação, porque deve destravar valor para companhia.

O e-commerce será cada vez mais essencial para o resultado ou isso passará após a pandemia?

O GPA informou em seu relatório de resultados do quarto trimestre que superou a marca de 1,1 bilhão de reais em vendas no canal digital, um avanço de três vezes frente ao ano anterior. A grande questão que cerca esse valor é: o e-commerce seguirá como ponto forte das varejistas mesmo após a pandemia?

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *