tudo que você precisa saber

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

A prevenção da salmonelose está, em grande medida, nas nossas mãos. Bons hábitos de higiene e a manipulação adequada dos alimentos podem ajudar a reduzir o risco desta infecção.

Última atualização: 15 Fevereiro, 2021

O que você deve levar em consideração para a prevenção da salmonelose? Há uma série de diretrizes que podem ajudar a reduzir o risco dessa infecção bacteriana que afeta o sistema digestivo. Sua implementação é muito importante, pois trata-se de uma doença altamente contagiosa.

O que é a salmonelose?

A salmonelose é uma infecção causada pela bactéria Salmonella, que afeta o trato intestinal. Normalmente, essa bactéria vive no intestino de animais e humanos. Geralmente, elas são transmitidas aos humanos pela ingestão de alimentos e água contaminados. No entanto, pode haver outras vias de infecção.

Bactérias vistas de perto
A salmonelose é uma infecção causada pela bactéria Salmonella. O contágio costuma ocorrer ao comer alimentos contaminados.

Sintomas de infecção

Em geral, as pessoas com infecção por salmonela não apresentam sintomas. Quando os sintomas ocorrem, eles podem incluir diarreia, febre e cólicas abdominais que param dentro de alguns dias sem tratamento específico, até que comecem as complicações que requerem atendimento médico, como a desidratação e a disseminação da infecção.

Outros sintomas podem incluir calafrios, dores de cabeça e sangue nas fezes. É fundamental receber cuidados, pois a falta de tratamento pode levar a outros problemas de saúde mais graves. 

Leia também: Bons hábitos de higiene alimentar

Vias de contágio da salmonelose

Os seres humanos são mais frequentemente infectados por alimentos ou água contaminados. A higiene alimentar é essencial para prevenir a salmonelose. O risco de contrair a infecção por salmonela é maior se você viajar para países com más condições de higiene.

A infecção por Salmonella costuma ser causada pela ingestão de carne crua ou mal passada, aves, ovos ou produtos derivados do ovo. Alimentos que podem estar infectados incluem os seguintes:

  • Carne crua, aves e peixes. Durante o processo de abate, carnes, suínos e aves podem ser contaminados. Por sua vez, os frutos do mar e os peixes podem ser contagiosos se forem obtidos a partir de água contaminada.
  • Ovos crus. Algumas galinhas infectadas produzem ovos contendo salmonela antes mesmo de a casca ser formada. Ovos crus são usados ​​em maioneses caseiras ou molho holandês.
  • Frutas e vegetais. Alguns produtos frescos, especialmente variedades importadas, podem ter sido hidratados no campo ou lavados durante o processamento com água contaminada com salmonela. A contaminação também pode ocorrer na cozinha, quando sucos de carne crua ou de aves entram em contato com alimentos crus, como saladas.

Muitos alimentos são contaminados por serem preparados por pessoas que não lavam bem as mãos após usar o banheiro ou trocar fraldas. A infecção também pode ocorrer ao tocar em algo contaminado, como animais de estimação, e depois colocar os dedos na boca.

Não deixe de ler: Antibióticos de amplo espectro: funções e resistência

Medidas para a prevenção da salmonelose

A higiene alimentar é essencial para prevenir a salmonelose. A OMS incentiva o controle em todas as etapas da cadeia alimentar, desde a produção agrícola até o processamento, fabricação e preparação de alimentos, tanto em estabelecimentos comerciais quanto em residências.

Em nossos lares, a prevenção começa com um bom armazenamento dos alimentos e continua com hábitos como lavar as mãos antes de cozinhar e usar luvas ao manusear dejetos de animais domésticos.

Lavar bem as mãos
Um hábito tão simples quanto lavar as mãos é essencial para prevenir a salmonelose.

Lave as mãos

Lavar as mãos com cuidado pode ajudar a prevenir a transferência da bactéria salmonela para a boca ou para os alimentos. Lave as mãos após usar o banheiro, trocar fraldas, manusear carne crua, limpar dejetos de animais de estimação e manusear répteis e pássaros.

Mantenha os itens separados

Para evitar a contaminação cruzada, armazene carne crua, aves e peixes separados de outros alimentos em sua geladeira; use tábuas de corte diferentes para carne crua e vegetais. Além disso, nunca coloque alimentos cozidos em um prato sujo que continha carne crua.

Evite comer ovos crus

Massa de biscoito, gemada e sorvete caseiro contêm ovos crus. Se for necessário consumi-los, certifique-se de que sejam pasteurizados.

Conclusão sobre a prevenção da salmonelose

A prevenção da salmonelose depende, em grande parte, das medidas de higiene que são tomadas desde o processo de produção dos alimentos até o seu manuseio em casa. Embora existam situações inevitáveis, o risco pode ser reduzido com hábitos simples como lavar as mãos, evitar misturar alimentos e garantir um cozimento ideal.



  • Boyle EC, Bishop JL, Grassl GA, Finlay BB. Salmonella: from pathogenesis to therapeutics. J Bacteriol. 2007;189(5):1489–1495. doi:10.1128/JB.01730-06
  • Yoshikawa TT, Herbert P, Oill PA. Salmonellosis. West J Med. 1980;133(5):408–417.
  • Crum-Cianflone NF. Salmonellosis and the gastrointestinal tract: more than just peanut butter. Curr Gastroenterol Rep. 2008;10(4):424–431. doi:10.1007/s11894-008-0079-7
  • Kurtz JR, Goggins JA, McLachlan JB. Salmonella infection: Interplay between the bacteria and host immune system. Immunol Lett. 2017;190:42–50. doi:10.1016/j.imlet.2017.07.006
  • Kim MS, Yoon YS, Seo JG, Lee HG, Chung MJ, Yum DY. A study on the prevention of salmonella infection by using the aggregation characteristics of lactic Acid bacteria [published correction appears in Toxicol Res. 2015 Jun;31(2):219]. Toxicol Res. 2013;29(2):129–135. doi:10.5487/TR.2013.29.2.129

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *