Variante brasileira do coronavírus matou 2 na Venezuela, diz Maduro – Notícias

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:


O presidente venezuelano, Nicolás Maduro, afirmou nesta sexta-feira (5) que duas pessoas contagiadas com a variante brasileira do coronavírus, causador da covid-19, morreram na Venezuela, dois dias após a confirmação da chegada da mutação ao país.


“Das quatro pessoas contagiadas em Caracas, ontem morreram duas. Jovens, eram jovens, 40 e 50 anos”, disse o governante em ato de homenagem aos oito anos da morte do ex-presidente Hugo Chávez, que governou entre 1999 e 2013.


Maduro comentou que as autoridades estão fazendo um “esforço tremendo” e “sério” para isolar a variante dos três estados onde foi identificada (Distrito Capital, Miranda e Bolívar) porque “é muito virulenta”.



Mobilizações Públicas


O presidente declarou que decidiu limitar as reuniões e mobilizações públicas enquanto o país lida com a situação de alarme devido à chegada da variante brasileira.


“A semana que vem é muito radical (por causa da quarentena)”, disse Maduro, em referência ao sistema adotado para conter o vírus e que consistirá em uma semana de confinamento, seguida de mais sete dias nos quais são permitidas as atividades de vários setores da economia.


“Voltamos ao esquema extremo de biossegurança em quarentena e cuidados com as atividades públicas. Tínhamos relaxado um pouco, tínhamos um certo nível de controle que ainda é mantido, mas temos uma ameaça”, acrescentou.


Maduro também anunciou que a partir de segunda-feira as autoridades sanitárias começarão a aplicar as primeiras das 500 mil doses da vacina da farmacêutica chinesa Sinopharm.


“Eu calculei o mês de abril como o mês da expansão da vacinação, espero que consigamos, pois existem problemas na produção de vacinas no mundo. As vacinas estão sendo acumuladas por apenas dez países, que estão acumulando 90% das vacinas, então a prevenção é fundamental”, argumentou.

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *