Início TECNOLOGIA Vacina contra hepatite C deve chegar em até cinco anos

Vacina contra hepatite C deve chegar em até cinco anos

por iMove Web
1 Já viram


Uma vacina para proteger contra a hepatite C pode chegar ao mercado e entrar em ampla utilização dentro de cinco anos. A afirmação é do professor Michael Houghton, vencedor do Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina em 2020, justamente por descobrir o vírus causador da hepatite C. Houghton, inclusive, será um dos colaboradores no desenvolvimento do imunizante.

O cientista recebeu o título de cavaleiro da Ordem do Império Britânico, e é chamado de Sir. Michael Houghton. Atualmente, ele trabalha na Universidade de Alberta, no Canadá, e discutirá o desenvolvimento da vacina em uma apresentação especial no Congresso Europeu de Microbiologia Clínica e Doenças Infecciosas (ECCMID), que, este ano, será realizado de maneira remota.

publicidade

Sir. Michael Houghton foi laureado com o Nobel de Fisiologia ou Medicina e recebeu o título de cavaleiro da Ordem do Império Britânico. Crédito: Universidade de Alberta/Divulgação

A hepatite C é responsável por até duas milhões de novas infecções a cada ano, e atualmente, estima-se que existam em torno de 70 milhões de portadores do vírus no planeta. Acredita-se que a hepatite C seja responsável por cerca de 400.000 mortes anualmente, com muitos dos infectados desenvolvendo cirrose hepática e câncer de fígado.

“Embora o advento de antivirais de ação direta (DAAs) para curar a hepatite C tenha nos dado uma grande arma para virar a maré nesta pandemia, não há dúvida de que uma vacina é necessária para ajudar o mundo a atingir sua meta ambiciosa de reduzir novas hepatites Infecções por C em 90% e taxas de mortalidade em 65% até 2030”, declarou Houghton.

Por que vacinas?

Segundo o médico, o testes de fase 1 da vacina devem começar já em 2022, usando diferentes tecnologias, como RNA, como as vacinas contra a Covid-19 da Pfizer e da Moderna e as tecnologias baseadas em adenovírus, como os imunizantes desenvolvidos pela AstraZeneca e Johnson & Johnson. Houghton está confiante que os testes em humanos já aconteçam entre 2023 e 2026.

Leia mais:

Houghton espera que as primeiras populações imunizadas sejam algumas bastante vulneráveis, como usuários de drogas injetáveis, que devem ser imunizados entre 2026 e 2027. Para 2029, a intenção é vacinar outros grupos de alto risco, como homens que fazem sexo com outros homens, profissionais de saúde e bebês cujas mães têm hepatite C.

com informações do Medical Xpress

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!




Esse conteúdo pertence ao site:

Site: https://olhardigital.com.br/

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS