UOL lança trailer de filme sobre Brasil x Argentina

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Os habitantes de uma pequena cidade chamada Belezura, na fronteira do Brasil com a Argentina, vivem dos empregos gerados por uma fábrica de móveis, até que ela faz um anúncio que mudará a vida de todos: o fechamento das portas. Diante da perspectiva de terem que abandonar a cidade por trabalho, resolvem marcar um último jogo de futebol contra os arquirrivais argentinos do vilarejo vizinho, Guapa.

“Para eles é o último jogo de futebol antes do fim do mundo”, diz Roberto Studart, roteirista e diretor do filme “O Último Jogo”, que conta essa saborosa história de rivalidade entre Brasil e Argentina — cujo trailer o UOL Esporte lança hoje (20), com exclusividade.

O filme produzido por Truque Produtora e Primitivo Filmes e distribuído pela Pandora Filmes será lançado nos cinemas em 25 de fevereiro.

Cena do filme “O Último Jogo”, de 2021

Imagem: Divulgação/Pandora Filmes

wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==

A história parte do livro “El Fantasista”, do escritor Hernán Rivera Letelier, um dos mais vendidos e premiados do Chile. “O Último Jogo” é uma interpretação livre, diz Studart: “Eu ganhei esse livro de presente de uma amiga em 2009. No início achei que era uma linguagem muito da literatura, funcionava muito bem no livro, mas adaptar para o cinema era difícil pelo formato de fragmentos de memória e personagens que não apareciam por mais de duas ou três páginas. Só em 2012 me veio o vislumbre de uma adaptação. Acordei com a ideia de transportar o livro para essa fronteira fictícia de Brasil e Argentina e tirar das raízes do deserto do Atacama, mas mantendo a história da rivalidade.”

Esse filme é uma comédia que tem o futebol como pano de fundo. O que mais me cativou no livro foram os personagens que têm sonhos e motivações reais, mas no fundo são meio irreais, porque há uma estranheza no tom. É uma história de rivalidade ao extremo, mas também de amizade e paixão. E de futebol, algo cheio de metáforas que mistura a todos sem importar classe social, nem nada.”

Figurantes do futebol de várzea

Boa parte da produção foi filmada na cidade de Santa Tereza, região metropolitana da Serra Gaúcha, e outras cidades nos arredores. Há torneios de futebol de várzea bem conhecidos na região e seus jogadores acabaram servindo de figuração em “O Último Jogo”.

“Todos eles se empolgaram muito quando chamamos, não tinham ideia como se fazia um filme e se doaram totalmente. ‘Vamos fazer falta?’ Sim! ‘Dar trombada?’ Sim!. E todos amarradões, levando a sério. Eu não poderia ter tido mais sorte nas filmagens”, diz Roberto Studart.

Último Jogo 2 - Divulgação/Pandora Filmes - Divulgação/Pandora Filmes

Uma fronteira fictícia separa as cidades de Belezura (Brasil) e Guapa (Argentina) no filme brasileiro

Imagem: Divulgação/Pandora Filmes

wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==

Essas faltas e trombadas têm uma explicação, diz o diretor: “Tínhamos uma verba muito pequena para o filme e eu queria fazer alguma coisa diferente, então busquei formas de tornar essa rivalidade e esse jogo de futebol mais surreais. Fui atrás de referências de futebol americano e basquete, com os jogadores sempre discutindo, se empurrando, mais intensidade. Filmamos o jogo de uma maneira diferente do que costumamos ver e combinou com a comédia, dá para chutar o pau da barraca e vale tudo. Esse é o tempero que a gente consegue usar.”

Último Jogo 3 - Divulgação/Pandora Filmes - Divulgação/Pandora Filmes

Filme é coprodução Argentina, Brasil e Colômbia

Imagem: Divulgação/Pandora Filmes

wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==

A produção buscou atores que já tivessem alguma afinidade com o futebol, conta Studart: “O principal era serem bons atores, mas se soubessem jogar era um diferencial.” Um dos principais nomes do filme é do ator Pedro Lamin, que chegou a jogar futsal profissionalmente em Petrópolis e no filme vive o protagonista Califórnia.

“Filmamos em cinco semanas. Não era um filme sobre um casal vivendo um drama num apartamento, eram 35 locações e duas partidas de futebol para filmar, então cinco semanas foi um tempo muito apertado, tivemos que improvisar muito, dei muita liberdade para os atores criarem e isso foi muito importante.”

Perguntado sobre a mensagem que espera passar com o filme, o diretor Roberto Studart recomenda as salas de cinema a partir do dia 25 de fevereiro.

Assistir a um filme é uma experiência muito individual, então gosto de deixar essa resposta para o público. Se o autor fala que a história é sobre isso ou aquilo ele já corta possibilidades, uma série de diálogos que pode existir entre o público e o filme. É melhor assistir (risos).

Último Jogo 4 - Divulgação/Pandora Filmes - Divulgação/Pandora Filmes

Pedro Lamin, Bruno Belarmino, Betty Barco, Norberto Presta e Juliana Schalch são alguns atores do elenco

Imagem: Divulgação/Pandora Filmes

wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==wAAACH5BAEKAAAALAAAAAABAAEAAAICRAEAOw==

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *