Twitter remove 130 contas vinculadas ao Irã durante debate nos EUA

0
10
Twitter remove 130 contas vinculadas ao Irã durante debate nos EUA

Twitter remove 130 contas vinculadas ao Irã durante debate nos EUA

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O Twitter revela que removeu 130 contas que parecem ser originárias do Irã e que tentavam atrapalhar discussões sobre o debate presidencial dos Estados Unidos que ocorreu na última terça-feira (29).A ação, que foi confirmada pela rede social em sua conta de suporte, encontrou as contas com base em informações fornecidas pelo FBI. Em declaração, a agência federal disse que, “embora não possamos discutir informações específicas fornecidas, o FBI compartilha regularmente dados com empresas de mídia social para que eles possam proteger melhor suas plataformas”.Ainda de acordo com o comunicado, as autoridades informam que trabalham em parceria com “funcionários eleitorais e o setor privado para mitigar as ameaças estrangeiras à segurança de nossa nação e às nossas eleições”.O Twitter disse que as contas excluídas tiveram um engajamento muito baixo e não causaram impacto nas discussões. Isso porque foram identificados rapidamente. Por fim, a empresa se compromete a publicar mais informações sobre o ocorrido após as investigações terminarem.We identified these accounts quickly, removed them from Twitter, and shared full details with our peers, as standard. They had very low engagement and did not make an impact on the public conversation. Our capacity and speed continue to grow, and we’ll remain vigilant. Samples ⬇️ pic.twitter.com/1qzzL8l29H— Twitter Safety (@TwitterSafety) October 1, 2020Esta não é a primeira vez que o Twitter remove contas vinculadas ao Irã por interferência eleitoral. Em fevereiro de 2096, a empresa removeu mais de 2.600 contas como parte de um esforço para impedir que o resultado das eleições de meio mandato dos Estados Unidos fosse influenciado.Envio de áudio por mensagem privadaRecentemente, a rede social anunciou a chegada de um recurso que permite enviar mensagens de áudio por mensagem privada. As populares “DMs” (direct messages, no nome oficial em inglês) por voz foram inauguradas no Brasil como um teste de campo antes de serem distribuídas a outros países no mundo.A informação foi dada por Alex Ackerman-Greenberg, que confidenciou ao site americano The Verge que o recurso chegaria por aqui “logo”, mas sem necessariamente se comprometer com uma data. Mais além, o executivo conversou com o The Verge por meio de um áudio enviado via DM. Entretanto, pelo blog oficial, o Twitter confirmou que a ferramenta está disponível para usuários brasileiros desde o último dia 28 – com a ressalva de que, embora todos possam ouvir as mensagens, a gravação de áudio só poderá ser feita por dispositivos iOS. O perfil também divulgou a novidade em um tuíte, logo abaixo:”Nós sabemos que as pessoas querem mais opções para poderem se expressar nas conversas via Twitter — tanto publicamente como em caráter privado”, disse Ackerman-Greenberg. Segundo as informações divulgadas, a função é bem “crua”, apresentando apenas um botão para reprodução do áudio recebido, com a imagem de perfil de quem o mandou alinhada no canto da janela. Há também um botão para denunciar a mensagem, para o caso de alguém tentar veicular conteúdos abusivos – algo com que o Twitter luta quase que diariamente.Via: Engadget

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários