Início BOA VIAGEM Turismo em Fernando de Noronha tem novidades e 99% da população vacinada –

Turismo em Fernando de Noronha tem novidades e 99% da população vacinada –

por Eduardo Vessoni
8 Já viram


A 545 quilômetros do continente, Fernando de Noronha, um dos destinos turísticos mais exclusivos do Brasil, vê a retomada do turismo chegar com novidades.

Sobre a praia mais bonita do mundo e as águas de alta visibilidade todo mundo já ouviu falar. Mas desta vez o turista será recebido com novidades e algumass facilidades.

O mês de julho já começa com expectativas positivas para o setor aéreo.

Vista parcial da pista do aeroporto de Fernando de Noronha (foto: Eduardo Vessoni)

De acordo com a Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco, o arquipélago terá neste mês um aumento de 14% no volume de pousos e decolagens no aeroporto Governador Carlos Wilson, em Noronha, o que significa que o arquipélago passa a contar com 228 voos mensais.

Para um destino que vive quase que exclusivamente do turismo, a notícia é um alívio. Quando foi reaberta para turistas, em outubro do ano passado, a ilha contava com apenas sete voos semanais, chegando a cerca de 24 voos regulares, em dezembro.

Fernando de Noronha (foto: Hesíodo Góes/EMPETUR)

“A onda de crescimento vista nos últimos meses segue em progressão também em julho, mês impulsionado pelas férias, o que nos leva ao melhor resultado do ano em termos da expectativa da malha aérea”, analisa o secretário de Turismo e Lazer de Pernambuco, Rodrigo Novaes, em nota enviada ao Viagem em Pauta.

Segundo informou a EMPETUR (Empresa de turismo de Pernambuco), todos os atuais voos para Noronha saem do Aeroporto Internacional de Recife – Guararapes, próximo à capital pernambucana.

CONFIRA DETALHES

VEJA TAMBÉM: “Fernando de Noronha para mãos de vaca: dicas para economizar”

Novidades em Fernando de Noronha

Em parceria com a Administração da ilha, a plataforma digital Meep e o PagSeguro, o site Sou Noronha lançou na última quarta-feira (7 de julho) uma pulseira de borracha à prova d’água que servirá como uma nova forma de pagamento.

O serviço permitirá inserir créditos para efetuar pagamentos de produtos e serviços em estabelecimentos como pousadas, embarcações, restaurantes, bares, táxis, ônibus e demais atividades comerciais no arquipélago.

Com a instabilidade da internet na ilha e serviços que nem sempre aceitam cartão, a novidade traz mais agilidade às transações financeiras para turistas e para quem vive na ilha. “O intuito do passaporte é a inclusão”, explica Yuri Fernandes, do site Sou Noronha.

Reunião de lançamento da nova pulseira em Fernando de Noronha (foto: Divulgação)

A pulseira será entregue sem custos para o turista no desembarque no arquipélago e poderá ser recarregada através de cartões ou PiX, no site Sou Noronha, no aplicativo Meep e em pontos físicos espalhados pela ilha.

A novidade será dividida por cores: azul (recargas de até R$ 10 mil e o usuário ganhará brindes nos principais restaurantes da ilha), preta (recargas acima de R$ 10 mil, com descontos e acessos garantidos em alguns restaurantes) e a versão Embaixador/Influenciador, voltada para celebridades, influencers e artistas noronhenses.

Embora funcione offline, a recarga só poderá ser feita via internet e a pulseira deverá ser devolvida ao deixar à ilha ou pode ser adquirida como lembrança por um valor simbólico de R$ 20.

Assim como informou a assessoria de imprensa da Administração de Fernando de Noronha, o serviço estará disponível na primeira quinzena de agosto.

LEIA TAMBÉM: “9 motivos para conhecer Fernando de Noronha”

Todo mundo vacinado

Com 99% da população vacinada com a primeira dose, a ilha traz também boas notícias para os moradores locais (e para a retomada do turismo).

Na última quarta-feira foi anunciada a antecipação da segunda dose da vacina AstraZeneca de 90 para 60 dias, o que deve significar que 100% da população estará completamente imunizada até agosto.

Atualmente, 20% da população de Noronha já tomou as duas doses da vacina, de acordo com a assessoria de imprensa da Administração da ilha.

“A antecipação foi aprovada pela Comissão Intergestores Bipartite (CIB), considerando que a orientação é de um intervalo de 4 a 12 semanas para este imunizante”, informou em nota a Administração de Fernando de Noronha.

Vacinação em Fernando de Noronha (foto: Divulgação)

Com a imunização, as atividades não essenciais no arquipélago tiveram seu funcionamento ampliado pela portaria 27/2021, como o atendimento até a meia-noite, em bares e restaurantes, e a liberação de voz e violão em horários pré-determinados (apresentações com música ao vivo estavam proibidas durante a pandemia).

As apresentações, apenas com voz e violão, passam a ser autorizadas entre 12h e 14h e entre 17h e 21h.

“Somos a localidade com maior índice de vacinação do estado e, com isso, podemos ter uma flexibilização mais ampla do que o que vem sendo praticado no continente. De forma gradativa seguiremos fazendo o possível para liberar as atividades que ainda estão com restrições”, diz Guilherme Rocha, administrador de Fernando de Noronha.

Praia da Cacimba do Padre, um dos points de surfe da ilha (foto: Eduardo Vessoni)

Os eventos sociais e corporativos, segundo o plano de convivência do Governo do Estado, terão capacidade limitada: 50 pessoas ou 30% da capacidade do local (o que for menor) ou, no caso dos eventos corporativos, 100 pessoas ou 30% da capacidade do local (o que for menor).

No entanto, festas e shows continuam proibidos na ilha, bem como atividades não essenciais, entre 0h e 5h.

Protocolos de entrada

Desde o final do ano passado, o protocolo de segurança para a entrada de pessoas no arquipélago inclui a comprovação de exame RT-PCR feito com 48 horas de antecedência da viagem (e não mais 24 horas antes do embarque).

O resultado negativo deve ser apresentado no balcão da companhia aérea no aeroporto de origem e uma cópia deixada no desembarque em Noronha.

Cacimba do Padre, uma das praias do Ilha Tour, em Fernando de Noronha (foto: Eduardo Vessoni)

Quem já teve a Covid-19 deve apresentar o exame RT-PCR com o resultado positivo realizado no mínimo 20 dias antes do embarque ou, no máximo, 90 dias antes. Também vale o exame reagente de IgG por sorologia (de sangue), feito, no máximo, 90 dias antes da viagem para a ilha.

Na saída, os turistas deverão realizar também um exame, realizado desde o ano passado por amostragem, a partir de um sorteio automático de 30% dos passageiros no sistema do Controle Migratório.

Caso você seja um dos selecionados, será necessário fazer um novo RT-PCR no arquipélago, cuja data da realização do teste será informada antecipadamente.

Segundo o último boletim divulgado, Fernando de Noronha teve 717 casos registrados, desde o início da pandemia (635 em Noronha e 82 casos importados). Atualmente, a ilha abriga 10 pessoas se encontram em isolamento domiciliar e já registrou 702 recuperações e 5 óbitos.

VEJA TAMBÉM: “Fernando de Noronha, a Ilha Maldita”

* com informações da Secretaria de Turismo e Lazer de Pernambuco e da Administração de Fernando de Noronha.




Esse conteúdo pertence ao site:

Site: https://viagemempauta.com.br/

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS