Tesla terá assinatura de software de direção autônoma em 2021

0
117

Tesla terá assinatura de software de direção autônoma em 2021

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Elon Musk, CEO da Tesla, revelou que a assinatura do software de direção totalmente autônoma deve ser lançada no começo de 2021. A informação foi revelada pelo próprio empreendedor ao responder a pergunta de um cliente no Twitter.

Segundo as informações da montadora, o serviço pré-pago permitirá que os motoristas tenham acesso a novos recursos autônomos em todos os veículos elétricos da marca. Entretanto, o pacote deve ter um valor mensal de US$ 10 mil.

Desde o início de 2020, a Tesla trabalha no serviço de assinatura do software de direção autônoma. Após atualizações no sistema dos veículos da marca, a previsão era que ele fosse lançado ainda este ano. Contudo, o calendário parece ter sido alterado.

Apesar do preço elevado, o CEO afirmou que o programa é a melhor opção financeira para os motoristas quem desejam usufruir dos novos recursos autônomos. Além disso, ele acrescenta que as pessoas não vão se arrepender de realizar o investimento.

“Devo dizer que ainda fará sentido a assinatura como uma opção, pois, na nossa opinião, ele é um investimento no futuro. Estamos confiantes que esse investimento compensará para o consumidor”, destacou Musk.

Com a assinatura do software, Tesla traz a mentalidade das startups para meio automotivo.Fonte:  Electrek/Reprodução 

Software como um serviço

O conceito de software como um serviço da Tesla mostra o quanto que ela se diferencia das demais montadoras de carros. No caso, a companhia segue um modelo de negócios de uma startup e das companhias de tecnologia do Vale do Silício.

Assim, a marca permite que os motoristas assinem o programa de direção autônoma pelo tempo que desejarem. Por exemplo, uma pessoa que aluga um modelo da Tesla pode fazer uma assinatura apenas para o período em que estiver usando o veículo.

Por fim, Elon Musk afirmou que estuda a possibilidade de permitir que os compradores transfiram o programa para outro carro, caso eles troquem o veículo. No entanto, essa decisão só deve ser tomada após o lançamento oficial do software.

FONTE ORIGINAL

Deixe uma mensagem para esse post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui