Serviços da Vivo passam por instabilidade nesta sexta-feira

Serviços da Vivo passam por instabilidade nesta sexta-feira

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Na manhã desta sexta-feira (25), os clientes da Vivo relataram uma perda de sinal. As reclamações, que começaram às 10h da manhã, incluíam a perda de sinal no telefone como também instabilidade da internet e na televisão. No site Downdetector, o pico das reclamações começou às 10h04. A partir das 10h34, elas diminuíram, mas ainda persistem.A maior parte das reclamações tiveram origem nas cidades de Brasília, São Paulo, São José dos Campos, Santo André, Campinas, São Bernardo do Campo, Jundiaí, Osasco, Florianópolis e Rio de Janeiro. Cerca de 57% das reclamações estão relacionadas ao acesso à internet e 41% à telefonia.No Twitter, muitos usuários demonstraram seu descontentamento com a situação. Nos comentários, a Vivo orientou os clientes a reiniciar os celulares para resolver o problema.Sou a única pessoa sem sinal de celular da @vivobr neste momento? Tudo funcionando certinho aí para vocês?— Talita Marchao (@t_marchao) September 25, 2020ALGUÉM MAIS ESTÁ SEM SINAL DA @vivobr ?— Custódio Dias (@CustodioDias) September 25, 2020Caiu o sinal da @vivobr no fim do treino da F1 e eu fico como? ðŸ˜Â pic.twitter.com/sM8BMSOjCn— Michelle 👉ðŸÂ¼ #IStandWithLewisHamilton (@mibragantini) September 25, 2020Sem sinal de celular @vivobr na ZL, alguem mais ta sem rede?— Yayá da Tecnologia Mística (@MartaCelestino) September 25, 2020@vivobr Oq aconteceu com os sinais de celular … caíram todos !— Elder Farina (@elderff86) September 25, 2020Venda de unidade móvel da OiNo dia 7 de setembro, a Oi anunciou que aceitou a oferta de R$ 16,5 bilhões por sua unidade móvel. O consórcio comprador é formado pelas operadoras Claro, Tim e Vivo. A venda faz parte do processo de recuperação judicial da empresa, avaliado em R$ 819 milhões.Segundo documento disponibilizado, R$ 756 milhões se referem a serviços de transição que a própria Oi vai prestar por até 12 meses. Além disso, há o acréscimo de compromissos de celebração de contratos de longo prazo, na prestação de serviços de capacidade de transmissão da modalidade take or pay pela empresa.Via: Telesintese

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *