Retiro para adultos ajuda mais velhos na transição de carreira

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

No mês passado, Laura Pauli preparou uma mala e viajou de sua casa em São Francisco, nos Estados Unidos, até a Escola Moderna para Adultos (Modern Elder Academy, no original em inglês) um resort sofisticado na Península de Baja (México), para aprendizado e reflexão na meia-idade. Pauli precisava de uma pausa e de um tempo para refletir sobre “o que vem agora” após um meio de ano estressante. Ela foi demitida de seu emprego na área de marketing de uma empresa de software em junho, e logo depois se ofereceu como voluntária para preparar refeições para os primeiros socorristas em áreas de incêndio na Califórnia.

“Sempre tive um pé e meio na indústria de tecnologia e meio pé na cozinha, e agora eu meio que quero inverter essa proporção”, diz Pauli, de 56 anos. “Para chegar a essa conclusão, tive de mudar de ambiente e me ver em um lugar onde me sentisse inspirada.”

      Cansaço? Estafa? Burnout? Faça da pandemia uma oportunidade de reset mental

A Modern Elder Academy (MEA) é voltada para homens e mulheres que estão em sua maioria na casa dos 40, 50 e 60 anos, e têm de lidar com transições no trabalho e na vida. Foi lançada há dois anos pelo executivo do setor de hotelaria Chip Conley. Ele próprio já lidou com mudanças e desafios significativos nos últimos anos, entre eles vender a Joie de Vivre, a rede de hotéis butique que fundou e administrou durante 24 anos, e se recuperar de um acidente que quase lhe custou a vida.

“A meia-idade é um período tão vulnerável, cheio de transições estressantes, e, no entanto, não existem redes de apoio ou rituais de passagem para nos orientar do mesmo modo que os mais jovens têm graduações, casamentos e outros rituais”, diz o sexagenário Conley.

Nos primeiros 18 meses de vida, a MEA recebeu mais de 750 homens e mulheres em grupos pequenos, de aproximadamente 20 pessoas, para oficinas de cinco ou sete dias. Os encontros pararam em março, com a pandemia de coronavírus.

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *