Reino Unido testa traje a jato para resgates

0
10
Reino Unido testa traje a jato para resgates

Reino Unido testa traje a jato para resgates

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Montanhas, florestas e outros ambientes perigosos podem ser um desafio para equipes de emergência a procura de pacientes. Isso, porém, pode estar prestes a mudar. Isso porque o inventor Richard Browning e sua empresa Gravity Industries demostraram um equipamento que pode ajudar a agilizar o acesso a áreas remotas. Trabalhando com o Greart North Air Ambulance Service (GNAAS), do Reino Unidos, ele desenvolveu um traje a jato para médicos e socorristas.“Acreditamos que esta tecnologia pode permitir que nossa equipe alcance alguns pacientes muito mais rápido do que antes”, destacou Any Mawson, diretor de operações da GNAAS. “Em muito casos, isso amenizaria o sofrimento do paciente. Isso salvaria muitas vidas”, acrescentou. Isso seria possível porque um paramédico poderia chegar à vítima e acionar um suporte de forma mais rápida.O traje utiliza microjatos montados nos braços e nas costas do piloto, movidos a combustível especial ou diesel. Além disso, conta com um display mostrando dados importantes como empuxo e combustível restante. Segundo Browning, o risco de incêndio é mínimo, já que não há nada explosivo ou inflamável.Apesar de o teste ter sido considerado um sucesso, é possível que ainda demore para que o equipamento passe a ser utilizado. O modelo atual possui autonomia entre cinco e 10 minutos apenas, além de o traje precisar de um treinamento altamente especializado e preparação suficiente do piloto. Além disso, o equipamento é bastante caro. O custo é de 340 mil euros, algo em torno de R$ 2,25 milhões.Ainda assim, é mais barato que um helicóptero, incluindo o custo de pilotos, combustível e manutenção. A Gravity Industries também está trabalhando para tornar o equipamento mais barato e fácil de utilizar.Drone ganha de ambulância em corrida para primeiros socorrosPesquisadores do Iraque e da Austrália desenvolveram uma maneira diferente de usar os drones na área da saúde; transformando-os em parte do sistema de primeiros socorros.Em uma comparação com uma ambulância, conforme foi reportado pela revista Sensor, o sistema de drones alcançou com sucesso todos os pacientes durante uma simulação em uma cidade movimentada no norte do Iraque, e chegou entre 90 a 120 segundos mais rápido do que uma ambulância.Via: Engadget

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários