Ray Fisher revela ‘conversas racistas’ de executivos em ‘Liga da Justiça’ – 29/10/2020

0
16

Ray Fisher revela ‘conversas racistas’ de executivos em ‘Liga da Justiça’ – 29/10/2020

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Ray Fisher retomou a falar sobre as acusações de racismo nos bastidores de “Liga da Justiça”. Em nova entrevista para a Forbes, o ator alegou que o cineasta Joss Whedon “ordenou que a aparência de um ator negro fosse mudada na pós-produção”.

“O que deixou minha alma em chamas e me forçou a falar sobre Joss Whedon neste verão foi o fato de eu ter sido informado de que Joss ordenou que a aparência de um ator de cor fosse mudada na pós-produção porque ele não gostava da cor de seus tom de pele “, disse Fisher.

O artista ainda acusou os executivos da Warner Bros. de participarem de “conversas racistas” em torno da produção.

“Antes do processo de refilmagem da Liga da Justiça, conversas abertamente racistas foram mantidas e entretidas – em várias ocasiões – por ex e atuais executivos de alto nível da Warner Bros. Pictures”, disse. “Os tomadores de decisão que participaram dessas conversas racistas foram Geoff Johns, Jon Berg e o atual presidente do Warner Bros. Pictures Group, Toby Emmerich.”

O ator ainda apontou que Whedon teria minimizado a aparição de certos atores negros ou cortado suas participações totalmente, incluindo os papéis interpretados por Ryan Choi, Joe Morton, Karen Bryson e Kiersey Clemons.

Fisher ainda afirmou que mais detalhes viriam à tona após a investigação: “Pretendo ser muito mais específico sobre cada um desses caras depois que a investigação terminar – esta entrevista é apenas uma versão resumida.”

O ator ainda criticou as maneiras com as quais as investigações estão sendo comandadas. “Você realmente tem que se perguntar, o que é mais plausível: que eu iria arruinar minha carreira de propósito fazendo declarações sobre figuras poderosas em Hollywood, que, se falsas, poderiam ser facilmente refutadas. Ou algumas pessoas em posições de poder disseram e fizeram coisas terríveis para manter esse poder durante uma fusão corporativa massiva “, disse.

Fisher, que interpretou Ciborgue no filme de 2017, alegou comportamento impróprio em relação às refilmagens desde o final de junho, quando retirou pela primeira vez o elogio que fez a Whedon durante sua aparição na San Diego Comic-Con em 2017.

Em setembro, o ator ainda acusou a empresa de estar deixando de lado testemunhas importantes na investigação sobre assédio moral nos bastidores do filme da DC.

FONTE ORIGINAL

Deixe uma mensagem para esse post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui