Premiado “Ressaca” estreia no streaming 28/01

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

“Ressaca”, de Patrizia Landi e Vincent Rimbaux, estreia direto no streaming dia 28 de janeiro

Documentário conquistou recentemente o Emmy Internacional 2020 na categoria Arts Programming e estará disponível nas plataformas NetNow, Oi Play e Vivo Play.

O premiado documentário “Ressaca”, dirigido por Patrizia Landi e Vincent Rimbaux, estreia nas plataformas de streaming NetNow, Oi Play e Vivo Play no dia 28 de janeiro. O filme é uma é uma coprodução entre Brasil (Cafeína Produções) e França (France Télévisions / Babel Doc) e recentemente conquistou o Emmy Internacional 2020 na categoria Arts Programming. O longa acompanha o corpo artístico do Theatro Municipal do Rio de Janeiro quando os salários são suspensos.

RESSACA

“Ressaca” percorreu importantes festivais internacionais e foi vencedor de Melhor Documentário e Melhor Direção de Documentário no Festival do Rio 2019 e conquistou o prêmio de Melhor Som no 29º Cine Ceará – Festival Ibero-americano de Cinema.

Sinopse Curta: O filme acompanha o corpo artístico do Theatro Municipal do RJ quando os salários são suspensos. O documentário registra a espera: marcada pelos dias que se alongam sem boas notícias; e a resistência: porque a despeito da ruína, e da miséria, é preciso produzir e sobreviver.

 RESSACA01

Participação em festivais:

 

FIPADOC 2019 (competition), Biarritz/France;

FIGRA 2019 (competition), Saint-Omer/France;

FULL FRAME 2019 (competition), North Carolina/USA;

DOKFEST München 2019 (competition / Included in the section “cinema at its best”), München/Germany;

CINE CEARÁ 2019 (Best sound design), Ceará/Brasil;

PRIX ITALIA 2019 (Special Mention of the Jury), Rome/Italy;

FIFAC 2019 (Special Mention of the Jury), Saint-Laurent du Maroni/French Guyana.

FESTIVAL DO RIO 2019 (Melhor Documentário e Melhor Direção de Documentário)

Emmy Internarional Awards 2020 – Arts Programming

FICHA TÉCNICA

Direção: Vincent Rimbaux e Patrizia Landi
Roteiro: Patrizia Landi e Vincent Rimbaux
Montagem: Patrizia Landi, Vincent Rimbaux, Miguel kruschwsy
Direção De Fotografia: Vincent Rimbaux
Trilha Original: Malvina Meinier
Câmera Adicional: Sebastian Daguerressar
Produzido por: Stephanie Lebrun, PH Souza
Produção Executiva: Patrizia Landi, PH Souza, Raquel Leiko, Delphine Muller Leroy
Pós Produção: Jorge Luiz Almeida, Rob Curvello, Les Films Du Soleil, Highfun
Departamento de produção: Sarah Bazin, Monica Costa, Marina Cassiano
Departamento Financeiro: Amanda Real
Jurídico: Claudio Lins de Vasconcelos, Marina Band
Consultoria Regulatória: Vera Zaverucha
Pintura dos créditos de abertura: Erwan Le Bourdonnec

SOBRE PATRIZIA LANDI

Patrizia Landi é diretora de documentários e série factuais, entusiasta do cinema direto e do filme de personagem. Seu objeto de interesse é o drama humano, e seus filmes são influenciados por temáticas de cunho social e político. Dirigiu o documentário HIJAS DEL MONTE sobre mulheres ex-combatentes das Farc, na Colômbia. O filme foi vencedor do Festival Mujeres em Foco na Argentina em 2012 e percorreu vários festivais internacionais. Dirigiu para o canal francês Arte o documentário GUERREIROS DA AMAZÔNIA, sobre o Grupo Especializado de Fiscalização do Ibama, um registro da ofensiva quixotesca contra o garimpo ilegal e o desmatamento nos rincões do Brasil. RESSACA, seu mais recente trabalho, narra através de uma câmera intimista o colapso da Cultura no Rio de janeiro, a partir do desmonte do Theatro Municipal – um microcosmo capaz de explicar o Brasil de hoje. RESSACA foi vencedor dos prêmios de Melhor Documentário e Melhor Direção de Documentário no Festival do Rio em 2019, além de vários reconhecimentos internacionais .

SOBRE VINCENT RIMBAUX

Vincent Rimbaux é diretor e diretor de fotografia de documentários e séries documentais. Além de Ressaca, seus trabalhos mais importantes são VENEZUELA, O NASCIMENTO DE UMA DITADURA, exibido no «Envoyé Spécial» no canal France 2 – finalista no Festival International du Grand Reportage d’Actualité et du documenataire de société; RIO GAME OVER, exibido pela plataforma digital de documentários Spicee; OLHAR BOM DE BOLA, produzido pela Agence France Presse e a ONG Casa Geraçao; exibido no Canal Futura e em vários festivais no brasil e no mundo; O RELÓGIO DO TEMPO, selecionado para representar o Brasil no filme ONE DAY ON EARTH. Seu mais recente trabalho é RESSACA, vencedor dos prêmios de Melhor Documentário e Melhor Direção de Documentário no Festival do Rio em 2019, além de vários reconhecimentos internacionais.

SOBRE A CAFEÍNA PRODUÇÕES

A Cafeína Produções, criada em 2007, com sedes no Rio de Janeiro e Goiânia, hoje atua no mercado da Economia Criativa concebendo e realizando projetos para cinema, televisão e demais mídias, com o produtor e diretor PH Souza à frente da empresa.

Nesses anos tivemos a alegria de produzir e participar de obras sensíveis e relevantes para o cenário audiovisual nacional, que somam indicações e premiações no currículo.

Algumas delas: Coprodutora do longa-metragem “O que Resta”, de Fernanda Teixeira, com distribuição da O2 Play, em circuito dos festivais; Coprodutora do longa-metragem documentário “Cacaso Na Corda Bamba” (2016), filme selecionado para o Festival É Tudo Verdade 2016, e vencedor do Prêmio de Melhor Longa-Metragem no 15º Recine – Festival Internacional de Cinema de Arquivo; Coproduziu a série em motion comics “A Turma Do Pererê”, de Ziraldo, lançada em 2018 pela TV Brasil e coproduz o documentário longa-metragem “A Turma do Pererê.Doc, com direção de Ricardo Favilla, selecionado para o Festival do Rio 2018 e lançado em circuito comercial pela O2 Play, em outubro de 2019; No Festival do Rio de 2019, com o documentário Ressaca, levou os prêmios de melhor documentário e melhor direção e, com o mesmo título, em 2020 foi indicada ao Emmy e acaba de ganhar o prêmio na categoria de Arts Programming.

SOBRE A BABEL DOC

Desde 2007 a Babel produz reportagens e documentários que abordam um mundo em constante mudança. De seus escritórios na Ásia, Estados Unidos, América do Sul e Europa, a produtora cobre não apenas as questões candentes do momento, mas também se concentra em projetos de longo prazo que exploram a vida das pessoas, documentando seus triunfos e desafios em grande profundidade. Essa arte de contar histórias visuais rendeu à Babel muitas conquistas em festivais de cinema em todo o mundo.



Post Views:
2

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *