No Haiti, 40% das pessoas precisam de ajuda humanitária • A Referência

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Este conteúdo foi publicado originalmente no portal ONU News, da Organização das Nações Unidas

O Escritório de Coordenação de Assuntos Humanitários, Ocha, estima que 40% dos cidadãos do Haiti precisarão de ajuda em 2021. 

Em um país de 11,4 milhões de habitantes, mais de 4,4 milhões de pessoas podem sofrer insegurança alimentar este ano. 

Crianças recebem merenda escolar em escola no Haiti (Foto: WFP/Twitter)

Crise

O número de pessoas com necessidades aumentou 79% em comparação com fevereiro de 2020, quando 2,6 milhões precisavam de ajuda. 

Segundo o escritório da ONU, uma série de choques sociopolíticos extremos que acontecem desde 2018 afetaram significativamente a fragilidade que já existia e a resiliência das pessoas. 

Além da crise econômica e sociopolítica, a pandemia de Covid-19 e os efeitos de desastres naturais, como a tempestade tropical Laura que atingiu o país em agosto passado, contribuíram para o agravar da situação.  

O Ocha destaca ainda o aumento dos incidentes de insegurança, incluindo sequestros e confrontos entre gangues armadas que resultaram em mortes de civis, queima de casas e deslocamento da população.

Protestos 

Ao mesmo tempo, manifestações e greves públicas continuaram a paralisar os serviços básicos, interromperam o setor de transportes e forçaram o fechamento de empresas e instituições públicas.  

O Ocha avisa, no entanto, que a normalidade está voltando lentamente. 

A maioria das escolas está fechada desde a primeira semana de fevereiro, mas há indicações de que podem reabrir já essa semana, se a situação de segurança permitir. 

ONU: No Haiti, 40% das pessoas precisam de ajuda humanitária
Campo de deslocados em Porto Príncipe, Haiti (Foto: Victoria Hazou/UN Photo)

A situação de 500 famílias deslocadas internamente que fugiram da violência de gangues em agosto de 2020 está se deteriorando devido a condições de vida inadequadas e riscos de proteção.

As organizações humanitárias, em coordenação com as autoridades locais, estão respondendo às suas necessidades urgentes de abrigo, alimentos, itens não alimentares, saneamento, água, higiene, proteção e saúde. 

A Organização Internacional para a Migração, OIM, também está desenvolvendo um plano de realocação de emergência para as famílias. 

Apelo 

Em 2020, 1,4 milhão de pessoas no Haiti receberam assistência humanitária como parte do Plano de Resposta Humanitária. 

O apelo apenas recebeu US$ 155,7 milhões dos US$ 472 milhões solicitados. 

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *