Muçulmano é enviado à igreja para matar primo cristão e acaba impactado pelo Evangelho

0
12

Muçulmano é enviado à igreja para matar primo cristão e acaba impactado pelo Evangelho

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

No Egito, a conversão do islamismo ao cristianismo é vista como uma traição à família e sua herança. Nas famílias muçulmanas, qualquer membro que abandone suas crenças e educação islâmicas está sujeito a uma tremenda pressão de seus parentes mais próximos e distantes para renunciar a Cristo e retornar ao Islã. Alguns estão presos, outros são isolados, torturados ou até mortos por seus próprios parentes.

Recentemente, a equipe da Portas abertas no Egito se encontrou com um jovem, novo convertido, que compartilhou seu testemunho inspirador de como Deus usou a conversão de seu primo para remover as escamas de seus próprios olhos.

Fato é que quando Mostafa* soube da conversão de seu primo Mohammed* ao Evangelho, esperava que isso fosse um boato e não a verdade.

A tensão dele tinha uma razão: ele gostava muito do rapaz, mas se fosse verdade, ele sabia que seria obrigado a “proteger a honra de sua família” e teria que matar o primo com quem crescera nas terras desérticas do Alto Egito. Eram ordens de sua família. Foi por isso que ele fez uma viagem tão longa, de casa para a capital, Cairo.

Enfim, Mostafa descobriu que nada do que ouvira era boato e sim verdade. Ele espionou seu primo e o descobriu em uma igreja, ouvindo atentamente a pregação. Silenciosamente, sentou-se atrás de Mohammed e esperou o culto chegar ao fim para somente então abordá-lo. Mas quando enfim chegou a hora do confronto, Mostafa sentiu que algo diferente.

As palavras que ele ouviu naquele culto, as orações, especialmente a adoração, não haviam o enojado. Em vez disso, as letras das músicas o tocaram profundamente, diz ele. Então, Mostafa se aproximou de seu primo com lágrimas nos olhos, já arrependido.

Ele se lembra de suas palavras para Mohammed naquele dia: “Vim da aldeia de nossa família até aqui para espionar você e ver se você realmente se tornou um cristão”, disse ele, enxugando as lágrimas de seu rosto.

“Eu deveria informar sua família sobre o que vi, mas simplesmente não posso. Acho que a escolha que você fez pode ter sido a certa. Você pode me contar mais? Por que você trocou o Islã pelo Cristianismo?”, acrescentou.

Surpreso com a pergunta do primo, Mohammed levou Mostafa para sua casa, onde os dois primos passaram a noite conversando sobre o Evangelho. Naquela noite, Mostafa teve um sonho. Ele viu Jesus na cruz, olhando para ele e dizendo: “Eu fiz tudo isso porque te amo e quero que você se livre dos seus pecados”.

A visão de Mostafa foi semelhante ao que muitos convertidos muçulmanos descrevem. Muitas fontes relataram os mesmos fenômenos. Sonhos e visões como os de Mostafa são repetidamente citados como maneiras específicas de Deus alcançar os muçulmanos em todo o mundo árabe e além.

Nova Vida Com Jesus

Na manhã seguinte, Mostafa disse a Mohammed o que viu em seu sonho. Ele pediu a seu primo que orasse junto com ele por sua salvação.

Em meio às lágrimas, Mostafa clamou a Deus: “Planejei matar meu primo, Seu seguidor. Mas agora estou preparado para dar minha vida pelo Senhor”.

No mês seguinte, Mostafa foi batizado com seu primo ao lado dele. Ele ainda não contou à família que ele e Mohamed agora são seguidores de Jesus. Atualmente, os dois jovens vivem secretamente como cristãos, seguindo a Jesus no lugar que Ele providenciou para eles.

Como muitos convertidos do islamismo ao cristianismo, os primos estão optando por manter sua fé em segredo.

Novos crentes em lugares hostis como o Egito escondem suas Bíblias e se conectam a outros cristãos online ou visitam reuniões secretas. Eles seguem os ensinamentos de Jesus em suas ações, esperando que o modo como vivem suas vidas influencie aqueles ao seu redor para em direção ao Evangelho. Somente quando eles pensam que é seguro eles compartilham sua nova fé com outros – na esperança de que o movimento secreto de crentes secretos cresça.

*Nomes fictícios, usados por motivos de segurança das pessoas envolvidas no relato.

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários