Meu mundo num momento

0
33

Meu mundo num momento

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Não temos como fazer voltar o passado. Não temos como, agora, estar no futuro. Só influenciamos, interagimos, expressamos, no presente. É neste eterno “aqui e agora” que podemos agir de alguma forma, que podemos fazer alguma diferença.

Nossa história pessoal teve um começo. Fases, ciclos e anos se passaram em meio aos mais diferentes eventos, conhecemos pessoas, aprendemos coisas, desenvolvemos habilidades, testemunhamos crises, avanços, mal e bem. Tudo isso somado influenciou de alguma forma para nossa formação e, sem que controlássemos, tudo isso nos trouxe até o ponto que estamos exatamente agora.

A história que passou, no entanto, só fica como lembrança, e lembrança apenas de algumas coisas, porque muitas esquecemos. A história que passou, com as boas e más escolhas que fizemos, também nos deixou suas consequências e… só. Não volta mais. Não conseguimos voltar no tempo para corrigir rotas, para rever escolhas, para decidir de forma diferente.

A história que virá não temos qualquer controle sobre ela. Podemos tentar fazer o melhor a fim de colher também o melhor no futuro. Podemos fazer boas escolhas para usufruirmos boas consequências. Podemos, mas nada disso é garantido. Conheço inúmeras pessoas que só fizeram o bem, mas foram surpreendidas por um câncer fulminante, por um desastre automobilístico fatal, por uma tragédia da natureza. E então a vida virou de ponta cabeça.

Hoje é o dia. Essa é a hora. Esse é o momento. Nosso mundo esta aqui neste presente formado por momentos nos quais somos chamados para sermos os atores principais. É aqui que posso tocar e ser tocado. É aqui que posso ouvir um violão ou uma orquestra. É aqui que posso ofertar minhas preces ao Senhor e confiar meu hoje e meu amanhã somente a Ele, abrindo mão do controle que eu infantilmente penso que tenho.

Todas as vezes que estive num templo, num retiro, num local de ajuntamento do povo de Deus e a celebração era iniciada com o louvor “Vem, esta é a hora da adoração!…”, eu me emocionava e agradecia. A expressão “esta é a hora” sempre me fez sentir meu mundo num momento! Tudo está acontecendo agora, TUDO! Um exército de células e neurônios estão funcionando agora no seu corpo para que você possa ler, compreender o que está escrito, concordar, discordar, acrescentar, diminuir, reforçar, enfim, dialogar com este texto a partir do seu mundo, das suas percepções, das suas realidades, das suas emoções.

É simples. E é complexo. Como você tenho problemas, probleminhas e problemões. Tenho dívidas. Tenho dúvidas. Tenho acertos. Tenho sonhos. Tenho vontades. Tenho alvos. Tudo isso está acontecendo agora. O que está ao meu alcance procuro fazer com excelência. O que ignoro, apenas aguardo, confio e fico na expectativa de como Deus vai surpreender, porque no “meu mundo num momento”, todo momento sei que Cristo é o Senhor, que Ele é meu provedor, que Ele é meu ajudador, que Ele é meu socorro, que Ele é quem sabe quando será o momento dos meus clamores encontrarem-se com as respostas tão esperadas.

Meu mundo num momento é um mundo de perseverança constante, momento seguido de momento. Sigo bebendo a beleza e a dor de cada momento, pois a fé precisa interagir com o real enquanto espera aquilo que ainda parece irreal, porém ideal. Hebreus 3:13 ensina: “Encorajem-se uns aos outros TODOS os dias, durante o tempo que se chama “HOJE”, de modo que nenhum de vocês seja endurecido pelo engano do pecado.” Por pior que seja, por mais sofrido que esteja, por inexplicável que pareça, por catastrófico que se apresente, valorize cada momento, Jesus é o Senhor dos seus momentos, Ele sabe o que está fazendo e por fim te levará aos melhores momentos da sua vida. Momentos esses que, usando a expressão bíblica, serão muito maiores e melhores do que jamais pensamos.

Edmilson Ferreira Mendes é teólogo. Atua profissionalmente há mais de 20 anos na área de Propaganda e Marketing. Voluntariamente, exerce o pastorado há mais de dez anos. Além de conferencista e preletor em vários eventos, também é escritor, autor de quatro livros: “Adolescência Virtual”, “Por que esta geração não acorda?”, “Caminhos” e “Aliança”.

* O conteúdo do texto acima é uma colaboração voluntária, de total responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a opinião do Portal Guiame.

Leia o artigo anterior: Ainda tem fôlego? Louve!

FONTE ORIGINAL

Deixe uma mensagem para esse post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui