Medo de cachorro – Causas, sintomas e como tratar essa fobia

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Os cachorros são um dos animais domésticos mais queridos pelas pessoas, por isso é considerado como o melhor amigo do homem. Em virtude de serem animais bastantes companheiros e brincalhões, são um dos favoritos para se ter ao seu lado. Atualmente, para muitas pessoas o amor pelos cachorros é tão grande que eles são considerados como membros da família e levam uma vida cheia de regalias. Entretanto, muitas pessoas desenvolvem um extremo medo de cachorro, chamado de cinofobia.

Dessa forma, ao se depararem com cachorros, de qualquer porte, se sentem ameaçados e podem entrar em pânico. Além disso, podem ter sintomas variados, como falta de ar, crise de choro, desmaios, sudorese e outros sintomas. Isto é, se torna um medo irracional e que prejudica a vida de quem sofre com ele.

Em suma, o medo de cachorro é ocasionado por algum trauma, seja ele direto ou indireto. Assim, uma das melhores soluções para tratar a cinofobia é ir a uma sessão com psicólogo. Desse modo, ele poderá descobrir a causa e buscar um tratamento adequado conforme cada caso.

Quando o medo de cachorro se torna cinofobia?

Imagem: Interessantíssimo

Caso você se depare com um cachorro de grande porte, forte, e com sinais de agressividade, é normal que você sinta medo ou receio. Entretanto, quando esse medo de cachorro foge do controle, se tornando algo irracional, ocorre a cinofobia. Isto é, se ao se deparar com cães pequenos, inofensivos e com gestos amigáveis, você ainda apresentar bastante medo e receio, é a fobia. Ademais, muitas pessoas sentem pavor ao ver qualquer cão se aproximando, ou só de pensar em um. Dessa forma, se privam de muitas coisas, como visitar a casa de algum amigo ou parente que tenha cachorros.

Causas do medo de cachorro

medo de cachorro o que pode causar e a melhor forma de tratar essa fobia 2
Imagem: Freepik

Geralmente, o medo de cachorro está relacionado com algum trauma. Por exemplo, é bem comum que pessoas que tenham sofrido com um ataque grave de cachorro desenvolvam a cinofobia. Entretanto, o trauma também pode ocorrer de forma indireta. Por exemplo, presenciar um grave ataque com alguma pessoa próxima.

Pro outro lado, o senso de proteção dos pais também pode contribuir para desenvolver esse medo de cachorro. Pois, os pais ficam com receio do filho se machucar e alertam o risco de arranhões, mordidas e transmissão de doenças. Dessa maneira, dependendo do tom e frequência desses alertas, as crianças podem crescer inseguras em relação aos cães, e com um medo irracional.

Sintomas

medo de cachorro o que pode causar e a melhor forma de tratar essa fobia
Imagem: Psicologia Viva

A cinofobia pode provocar diversos sintomas negativos na vida de quem sofre com esse medo. E caso esses sintomas sejam notados ao se deparar com um cachorro, procure ajuda médica. Logo, os sintomas são:

  • Sudorese
  • Desmaios
  • Falta de ar
  • Taquicardia
  • Crises de choro
  • Agitação e tremores
  • Paralisação do corpo
  • Náuseas e desconforto gastrointestinal

Crianças com medo de cachorro: O que fazer?

medo de cachorro o que pode causar e a melhor forma de tratar essa fobia 5
Imagem: Revista Crescer

Geralmente as crianças desenvolvem um medo irracional de cachorros. Pois, seus pais, por excesso de cuidados, podem estimular o surgimento de um medo. Dessa forma, é preciso seguir algumas dicas, como:

  • Estimular a interação da criança com os cães. Ademais, ensinando a forma correta de se aproximar, segurar, e fazer carinho respeitando o pet.
  • Evitar falar excessivamente para a criança ficar longe dos cachorros para não ser mordida.
  • Ao invés de apenas falar que o cachorro é bonzinho, demonstre brincando com ele. Pois, pode fazer a criança se soltar e perder o medo.

Nunca exponha a criança a um cachorro contra a vontade dela. Pois, pode desenvolver um trauma nela, piorando ainda mais o seu medo. Além disso, algumas atitudes inesperadas da criança podem assustar o cão, o deixando nervoso e pronto para ataque.

Adultos com medo de cachorro: O que fazer?

medo de cachorro o que pode causar e a melhor forma de tratar essa fobia 6
Imagem: CachorroGato

Muitos adultos chegam à fase adulta possuindo a cinofobia. Pois, desenvolvem ao longo dos anos o medo irracional e paralisante, provocado por algum trauma ou influência desde criança. Dessa forma, em casos mais graves é necessário ajuda médica especializada. No entanto, em casos mais amenos, seguir algumas dicas pode ser eficaz para controlar as crises, tais como:

  • Não sinta vergonha de possuir esse medo. Pois, os medos são ocasionados por diferentes causas e todas são legítimas e devem ser respeitadas. Ademais, só você sabe como se sente em relação ao seu medo, então não precisa se sentir constrangido.
  • É necessário que você se aproxime aos poucos dos cachorros. Dessa forma, irá perdendo o medo gradualmente à medida que for ganhando mais confiança.
  • Ao ver um cachorro, respire fundo e tente refletir se é necessário ter receio, e se aquela situação é realmente de perigo.

Tratamento

medo de cachorro o que pode causar e a melhor forma de tratar essa fobia 7
Imagem: Petz

Para tratar a cinofobia ou o medo de cachorro é essencial investigar as causas do medo, com a ajuda de um psicólogo. Assim, algumas técnicas como a dessensibilização sistemática e a terapia de exposição podem ser eficazes para tratar a doença. Ademais, forçar qualquer exposição do paciente a cães tende a piorar ainda mais o problema. Portanto, é importante se atentar aos seguintes passos:

  • Procure descobrir qual a motivação e causa do seu medo de cachorro.
  • Não demonstre medo perto de um cão, pois ele pode notar e se exaltar. No entanto, cada cachorro possui o seu temperamento e irá agir de forma diferente.
  • Respeite o seu medo e o entenda melhor.
  • Não se force a ter contatos de uma vez com o pet, vá com calma.
  • Busque ajuda profissional para solucionar o medo. Como ir ao psicólogo e sessões de terapia.

Em suma, o medo de cachorro pode afetar a vida social de uma pessoa, ou seja, a privando do que gosta por causa do medo irracional. Por isso um tratamento adequado é tão importante para que a pessoa com a fobia possa voltar a ter uma vida normal.

Então, se você gostou dessa matéria, também vai gostar dessa: Curiosidades sobre cachorros – 22 fatos sobre os animais domésticos. 

Fontes: Petz, Metrópoles, CachorroGato

Imagens: Portal do Dog, Interessantíssimo, Freepik, Psicologia Viva

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *