iPhone 12 poderá fazer recarga wireless de futuros AirPods, indica FCC | Celular

0
18

iPhone 12 poderá fazer recarga wireless de futuros AirPods, indica FCC | Celular

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O novo iPhone 12 possui recarga sem fio assim como as gerações anteriores. Mas é possível que a tecnologia seja elevada a outro patamar: de acordo com documentos da FCC, o celular da Apple de 2020 deve contar com um sistema de carregamento reverso oculto, o que permitiria a reposição de energia dos próximos AirPods no futuro.

iPhone 12 (Imagem: Apple)

Os detalhes sobre o documento do órgão dos Estados Unidos foram revelados por Jeremy Horwitz nesta terça-feira (27). Pelo Twitter, Horwitz explica que o certificado traz menção tanto à recarga sem fio com o padrão Qi quanto ao possível recurso que permite carregar outros dispositivos compatíveis.

“Um novo recurso MagSafe foi oculto nos arquivos da Apple FCC: ‘Além de poderem ser carregados por um carregador WPT [Wireless Power Transmission] de mesa (disco), os modelos 2020 do iPhone também suportam a função de carregamento WPT a 360 kHz para carregar acessórios [incluindo] um acessório externo em potencial da Apple no futuro’”, disse.

Em resposta ao tweet no mesmo dia, Mark Gurman expôs algumas de suas apostas para a tecnologia. Para Gurman, a Apple pode utilizar o recurso, que também está presente em celulares como o Samsung Galaxy S20 com o nome Wireless PowerShare, com a nova geração dos Apple AirPods e Apple AirPods Pro, a ser anunciada no futuro.

Ainda assim, não está claro se a tecnologia chegará algum dia aos donos de iPhone 12 ou de gerações futuras e como ela funcionará. Vale lembrar que o iFixit encontrou rastros do recurso, ainda que incompleto, durante o desmanche do iPhone 11 Pro, em setembro de 2019.

MagSafe no iPhone 12 (imagem: Apple)

MagSafe no iPhone 12 (imagem: Apple)

iPhone 12 é lançado com 5G

iPhone 12: esse é o nome da nova linha de celulares da Apple, composta pelo iPhone 12, 12 Mini, 12 Pro e 12 Pro Max. Entre as novidades do quarteto está a conectividade 5G, que será compatível com as redes de quinta geração do Brasil, e o MagSafe. Nos EUA, os preços começam em US$ 699 (cerca de R$ 3.990 em conversão direta).

A Apple ainda removeu acessórios que acompanhavam os seus smartphones. A partir de agora, tanto os lançamentos quanto o iPhone 11, iPhone XR e iPhone SE (2020) não serão mais vendidos com o fone e carregador. No lugar, a caixa trará somente um cabo Lightning, que não é compatível com os adaptadores de tomada antigos.

Já homologados pela Anatel, os novos smartphones da Apple devem chegar ao Brasil até o fim do ano. A expectativa é que os preços ultrapassem o teto de R$ 10 mil em 2020. Os valores das gerações anteriores e dos Apple AirPods no mercado nacional também subiram com o anúncio dos sucessores do iPhone 11.

Com informações: 9to5Mac, Jeremy Horwitz (Twitter) e Mark Gurman (Twitter)

FONTE ORIGINAL

Deixe uma mensagem para esse post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui