Integrantes da família real que deixaram o título para trás e não vivem como outros membros da realeza

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Os membros da família real britânica, liderados pela Rainha Elizabeth II, costumam ser chamados de “Sua majestade” ou “Alteza real” e convivem diariamente com o assédio da imprensa e dos paparazzis. Muitas vezes o assédio é tão grande que alguns membros decidem renunciar aos títulos para viver uma vida mais tranquila e fazer as coisas que todos nós estamos acostumados a fazer, como estudar e trabalhar.

Hoje, o Incrível.club mostra para você quais são os membros da família real britânica que preferem manter um perfil mais discreto e fogem das obrigações reais.

1. Peter Mark Andrew Phillips

Peter é o neto mais velho da rainha Elizabeth II. Quando nasceu, seus pais recusaram o título real oferecido pela rainha para ele e sua irmã, por isso Phillips cresceu em um ambiente “normal”. Após se formar na Universidade de Exeter, trabalhou para a Jaguar Racing, para a Williams F1 e para o Banco Real da Escócia. Atualmente, trabalha na SEL UK, uma agência de esportes e entretenimento. Ele sempre mostrou um comportamento simples ao lado de suas duas filhas e de sua esposa, Autumn Kelly, de quem se divorciou recentemente.

2. Zara Anne Elizabeth Tindall

Zara Tindall é a neta mais velha da Rainha Elizabeth II. Assim como o irmão Peter, não recebeu um título real por escolha dos pais. Ela sempre se dedicou à equitação e ao atletismo, e nos dois esportes ganhou muitas medalhas e prêmios. Em 2006, foi escolhida Personalidade Esportiva do Ano pela BBC e, em 2007, foi nomeada Membro da Ordem do Império Britânico (MBE). Zara é casada com Mike Tindall, um ex-jogador de rugby que capitão da seleção inglesa, com quem tem duas filhas.

3. Sarah Ferguson, duquesa de York

Sarah Ferguson é a ex-esposa do príncipe Andrew, terceiro filho da Rainha Elizabeth II, por isso recebeu o título de duquesa de York. Após o divórcio, e apesar do título que ainda mantém, ela passou a viver uma vida normal, sempre trabalhando de forma independente. Sarah trabalha com literatura e escreve livros infantis. Em suas contas do Instagram e do YouTube, sempre compartilha vídeos de leitura de contos, tutoriais de cozinha e ideias de artesanato, e parte do seu trabalho é filantrópico e humanitário.

4. A princesa Beatriz de York e seu marido, Edoardo Mapelli Mozzi

Beatriz é prima dos príncipes William e Harry e ela e sua irmã viveram uma infância longe das câmeras. Em 2011, Beatriz se formou em História, na Universidade de Londres e, desde então, continuou crescendo na carreira. Atualmente, é vice-presidente da empresa de software Afiniti, onde também é responsável pelo programa de iniciativas para apoiar mulheres e empreendedores em universidades na China, na Europa, na Índia e nos Estados Unidos.

Recentemente, Beatriz se casou com Edoardo Mapelli, um nobre duque italiano que também tem uma carreira de sucesso. Ele é o fundador e diretor-executivo da Banda, uma empresa de desenvolvimento imobiliário e design de interiores. Além disso, Edoardo ajuda a mãe e o irmão a administrar outros negócios familiares.

5. A princesa Eugenia de York e seu marido, Jack Brooksbank

Eugenia concluiu os estudos em Literatura Inglesa e História da Arte em 2012, e desde então, trabalha com exposições. Atualmente, dirige a Hauser & Wirth, uma galeria de arte contemporânea. Assim como a irmã Beatriz, Eugenia faz ações beneficentes e apoia coletivos como Anti-EscravidãoProject Zero. O marido de Eugenia, Jack Brooksbank, é de uma família comum e um grande empresário britânico.

6. O príncipe Edward, conde de Wessex

príncipe Edward é o filho mais novo da Rainha Elizabeth II e explorou diferentes opções de carreira. Edward passou pela formação militar, na infantaria da Marinha Real, e chegou até ao mundo do espetáculo. Trabalhou com teatro na companhia Really Useful Theatre Company e fundou a Ardent Television. Ele e sua família mantêm o título de “Alteza real” e recentemente vem se mostrando mais ativo em relação aos deveres reais, sobretudo em relação às responsabilidades do pai, duque de Edimburgo, já em idade avançada.

7. Sofia de Wessex

Sofia é formada em Relações Públicas e construiu uma sólida carreira antes de se casar com o príncipe Edward. Após o discreto casamento, ela precisou renunciar à carreira para cumprir as obrigações como nova integrante da família real. Além disso, apoia mais de 70 associações beneficentes e continua trabalhando pela igualdade de gênero em associações como o Comitê de Mulheres Empresariais e o Foro de Redes de Mulheres.

8. Lady Louise Windsor

Louise é a filha mais velha dos condes de Wessex e a neta mais jovem da Rainha Elizabeth II. Por vontade dos pais, ela e o irmão não têm o título de príncipes, somente os títulos recebidos por serem filhos de um conde. Sua mãe, Sofia, tentou que a maior parte de sua infância acontecesse fora do ambiente público, para que ela tivesse um crescimento “normal”. A mãe de Louise declarou que é a filha quem vai decidir sobre o uso do título real quando tiver 18 anos.

9. James, visconde de Severn

James é o neto mais jovem da rainha e, assim como a irmã, não tem título de príncipe por decisão dos pais. Na realidade, sua vida sempre esteve longe dos meios de comunicação. Uma de suas poucas aparições em eventos oficiais foi ao lado dos pais em uma viagem à África do Sul, em 2015, e no Great British Beach Clean, ao lado da família, em apoio à Marine Conservation Society. Atualmente, estuda no Eagle House School.

10. O príncipe Harry e sua esposa, Meghan Markle, duques de Sussex

A vida do príncipe Harry sempre foi acompanhada das câmeras e dos meios de comunicação. Meghan, sua esposa, também viveu uma vida cheia de câmeras porque é atriz de cinema e televisão. Os dois se casaram em 2018 e ambos assumiram os títulos de “Altezas reais e duques de Sussex”. No entanto, em 2020 eles decidiram abandonar as funções na família real e o título de “Altezas” para viver uma vida economicamente independente. Os dois fundaram a empresa Archewell Inc. e hoje tentam levar uma vida tranquila com o filho, Archie Mountbatten-Windsor.

Qual a sua opinião sobre essas tentativas dos membros da família real de viver uma vida “normal”? Você gostaria de viver como um nobre, ou ficaria cansado de tantas obrigações?

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *