Igreja da Islândia gera indignação ao retratar Jesus como trans em campanha infantil

0
9

Igreja da Islândia gera indignação ao retratar Jesus como trans em campanha infantil

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Em um anúncio para convidar as crianças à escola dominical, a Igreja Nacional da Islândia apresentou um Jesus com barba, seios e maquiagem, dançando debaixo de um arco-íris.

Depois de uma onda de críticas, a igreja removeu o anúncio das redes sociais — mas não do espaço publicitário nos ônibus — e publicou um pedido de desculpas. No entanto, mesmo indo contra as Escrituras, a igreja alegou que “está tudo bem” retratar Jesus como uma mulher ou transgênero.

O anúncio, que retrata Jesus como trans apontando para uma igreja, foi postado no site da e na página do Facebook da Igreja da Islândia em 11 de setembro, de acordo com o  site Daily Mail. A postagem foi excluída por causa da reação negativa, mas o anúncio continua circulando no transporte público do país.

De acordo com o Iceland Monitor, a campanha publicitária custou à igreja cerca de US$ 14.800, que foram contribuídos principalmente pelo escritório do bispo.

“Houve uma razão pela qual deixei a Igreja Nacional e encontrei outra congregação cristã”, disse um dos comentários no Facebook. “A igreja deveria ter vergonha de humilhar Jesus dessa maneira”, disse outro.

A igreja, conhecida como Igreja Evangélica Luterana da Islândia e considerada a igreja cristã oficial do país, se desculpou, dizendo: “A Assembleia da Igreja Nacional lamenta que a imagem de Jesus em um anúncio da escola dominical tenha ferido as pessoas. O objetivo era enfatizar a diversidade, não machucar nem chocar as pessoas”.

Pétur Georg Markan, representante de mídia da igreja, procurou explicar por que o anúncio foi usado.

“É tão importante para nós chamar a atenção para a diversidade quanto respeitar as opiniões daqueles que não gostam desta representação de Cristo”, disse ele ao Monitor.

“Neste anúncio, vemos um Jesus que tem seios e barba. Estamos tentando abraçar a sociedade como ela é. Temos todos os tipos de pessoas e precisamos treinar para falar sobre Jesus como sendo de ‘todos os tipos’ neste contexto”, disse Markan. 

Para Guðrún Karls Helgudóttir, ministro da igreja Grafarvogskirkja, cada pessoa pode interpretar a foto como quiser. “Algumas pessoas o interpretam como um trans-Jesus, outras como uma mulher. Alguns veem Maria com uma barba, e outros veem uma pessoa machista. As opiniões dentro da igreja são tão diversas quanto em outros lugares”, argumentou.

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários