Ibovespa recua e caminha para maior sequência negativa em 3 meses | Invest

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Temor fiscal e novas medidas de isolamento nas principais economias do mundo pressionam negócios na bolsa

O Ibovespa abriu em queda nesta sexta-feira, 22, em linha com o cenário internacional e com os temores fiscais no radar. Sem conseguir acompanhar o exterior positivo nos últimos três dias, o índice caminha para seu quarto pregão consecutivo de queda – o que não ocorria desde outubro.

Quais os setores com maior potencial de alta no ano que começa? Descubra com a assessoria do BTG Pactual digital

No mercado internacional, os índices futuros americanos recuam, após o S&P 500 e o Nasdaq baterem recordes na última sessão. Além de alguma realização de lucros, o avanço da pandemia e novas medidas de isolamento tem pesado negativamente. Além da Europa e Estados Unidos, a Ásia tem endurecido as restrições para conter o vírus. Nesta sexta, informações de que uma região de Hong Kong entraria em seu primeiro lockdown levou o Hang Seng a sua maior queda desde novembro.

No Brasil, as incertezas sobre o plano de vacinação tem aumentado o pessimismo de investidores, que já começam a ponderar os efeitos de uma extensão do auxílio emergencial para 2021. Na véspera, candidatos a presidência do Senado e da Câmara citaram a possibilidade de a ajuda social ser reestabelecida. Na disputa pela presidência do Senado, Rodrigo Pacheco, inclusive, chegou a sinalizar que o teto de gastos não está entre suas maiores prioridades.

Além da bolsa, o pessimismo com o ambiente interno também recai sobre o câmbio, com o real a caminho de sua quinta desvalorização em seis pregões. Com a maior aversão ao risco no mercado internacional, o dólar também sobre contra outras moedas emergentes, como o peso mexicano, rublo russo e a lira turca – mas é o real que figura entre as maiores desvalorizações.

Tenha acesso ilimitado ao melhor conteúdo de seu dia. Em poucos minutos, você cria sua conta e continua lendo esta matéria. Vamos lá?

exame digital

R$ 15,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser.
  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.


Assine

exame digital + impressa

R$ 44,90/mês

  • Acesse onde e quando quiser
  • Acesso ilimitado a conteúdos exclusivos sobre macroeconomia, mercados, carreira, empreendedorismo, tecnologia e finanças.
  • Edição impressa quinzenal.
  • Frete grátis


Assine

palheta smll

4058618

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *