IA é utilizada para trazer a voz de uma estrela sul-coreana de volta ao palco

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Após 25 anos, a voz do cantor sul-coreano Kim Kwang-seok é ouvida na TV nacional da Coreia do Sul produzindo uma nova música. Este é um grande feito, pois o famoso artista está morto. A emissora de televisão SBC está utilizando inteligência artificial (IA) para trazer a estrela em um novo programa chamado “Competição do Século: IA vs Humano”, que vai ao ar neste final de semana.

Não é a primeira vez que ocorre na Coreia do Sul de um cantor famoso ser “revivido” por uma IA. Em dezembro do ano passado, o canal Mnet exibiu “One More Time”, um programa que utilizava IA e holograma para homenagear artistas. Além deste caso, ainda houve nas vésperas do ano novo, uma apresentação em live streaming (transmissão ao vivo) do famoso grupo K-pop BTS em conjunto com a versão com IA do cantor Shin Hae-chul, que morreu em 2014 após uma cirurgia.

A recente apresentação de Kim Kwang-seok através de IA animaram os fãs do cantor, mas houve também preocupações sobre questões éticas e legais sobre “trazer vozes do além”. Com apenas 31 anos em 1996, o artista acabou morrendo muito cedo, e o pior, bem no auge de sua carreria, após sucessos como “A Letter From a Private”, “Song of My Life” e “In the Wilderness”. Sua morte foi tão chocante que alguns nunca aceitaram que a causa oficial seria suicídio, preferindo acreditar em teorias que diziam que ele foi assassinado.

concerto de holograma do falecido cantor sul-coreano Kim Kwang-seok foi realizado em sua cidade natal, Daegu, em 10 de junho de 2016. Fonte: CNN

Homenagem a Kim Kwang-seok

Há uma rua na cidade de Daegu (cidade natal do cantor) que foi dedicada a Kim Kwang-seok, onde os turistas podem sentar-se em bancos que possuem o formato de um violão.

Rua dedicada a Kim Kwang-seok na cidade de Daegu. Fonte: CNN
Rua dedicada a Kim Kwang-seok na cidade de Daegu. Fonte: CNN

O que achou da notícia? Comente abaixo e compartilhe conosco a sua opinião!

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *