Haja paciência! Veja 4 dicas de como sobreviver com um celular sem espaço – 24/10/2020

0
11

Haja paciência! Veja 4 dicas de como sobreviver com um celular sem espaço – 24/10/2020

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Poucas coisas são mais irritantes do que receber aquela mensagem de que o seu celular está sem espaço. Se o seu aparelho tem 16 GB de armazenamento, o melhor a se fazer seria comprar um novo, já que é bem provável que ele tenha problemas sérios de desempenho também. Mas nem sempre isso é possível, certo? Então algumas dicas podem te ajudar a ter uma relação mais saudável com ele.

Adora foto? Reduza o tamanho delas. Tem gaveta para cartão de memória? Use e abuse. Tem algum app inútil? Delete. E assim você vai dando uma pequena sobrevida ao aparelhinho de cinco anos atrás. Vamos às dicas.

1) Apenas o essencial

Quando falamos em aparelhos com pouca memória disponível (como os já citados de 16 GB), temos que considerar que o usuário terá apenas uma porção desse espaço total à sua disposição.

O vilão dessa história se chama sistema operacional. Ele, invariavelmente, acabará ocupando uma fatia do seu espaço livre, algo entre 7 ou 8 GB, dependendo do aparelho. Se em um celular de 64 GB ou mais isso acaba sendo irrisório, em um com 16 GB significa que algo em torno da metade do espaço disponível já foi “comido”.

Imagem: Reprodução

Nessa hora, o seu maior aliado acaba sendo as configurações do aparelho, especialmente na parte em que você vê os apps instalados e a frequência de uso deles. A rota para isso nos aparelhos Android pode variar de acordo com a personalização do fabricante, mas em geral fica em Configurações -> Armazenamento.

Pouco espaço - configurações de armazenamento - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Já nos aparelhos iPhone, vá em Ajustes -> Geral -> Armazenamento do iPhone. Aqui, além de ver o quanto cada aplicativo consome de espaço, é possível ver quando ele foi usado pela última vez e também ativar a opção “Desinstalar Apps”. Ela permite que o sistema desinstale automaticamente os aplicativos que você não usa mais quando houver pouco espaço livre, mas guardando documentos e dados referentes à aplicação.

Pouco espaço - desinstalar apps - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

A ideia, claro, é manter apenas o essencial. Há boas chances de você ter que dizer adeus ao game que você tanto gosta, mas que ficou grande demais devido a atualizações.

Lembrando que alguns apps para Android têm versões “Go” ou “Lite” que ocupam menos espaço. Podem ser uma alternativa também.

2) Fotos e vídeos mais leves

Outro hábito que você precisará mudar um pouco é o de tirar fotos e gravar vídeos. A solução mais óbvia, aqui, passa por controlar o ímpeto de registrar momentos, mas há uma solução paliativa: diminuir a qualidade —e, consequentemente, o tamanho dos arquivos— das fotos e dos vídeos gravados pela câmera do aparelho.

No caso dos aparelhos Android, novamente, o acesso a essa configuração depende da fabricante do celular. Geralmente isso é algo que pode ser alterado no menu de configurações do app da câmera. Escolha resoluções menores, e as próximas fotos e vídeos ocuparão menos memória.

Já nos iPhones o caminho é diferente. E o resultado um pouco mais limitado, já que você só pode mudar a resolução dos vídeos gravados. Para isso, vá em Ajustes -> Câmera -> Gravar vídeo e escolha uma resolução menor.

Pouco espaço - diminua resolução - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Para as fotos, no entanto, o iOS oferece uma outra solução, que é armazenar suas fotos e vídeos na nuvem.

Uma alternativa interessante para livrar espaço no celular é apagar fotos e vídeos enviados e recebidos por WhatsApp. Isso é bem simples: nos Android, basta abrir o app do Google Fotos e ir em Pastas do Dispositivo. Lá, procure as pastas WhatsApp Images, WhatsApp Video e WhatsApp Animated Gifs e apague os conteúdos.

No iOS, isso pode ser feito de forma similar. Vá em Fotos > Meus Álbuns e procure a pasta WhatsApp. Lá estarão fotos e vídeos baixados pelo aplicativo.

3) Nuvem, a sua melhor amiga

Uma boa forma de manter arquivos de foto e vídeo guardados em boa qualidade é usar o armazenamento em nuvem. O Google Fotos é a melhor opção tanto no Android quanto nos iPhones, já que ele faz backup ilimitado de fotos de até 16 MP e vídeos com resolução até 1080p gratuitamente.

Deixe as fotos e vídeos apenas na nuvem e use o aplicativo sempre que quiser visualizá-las. Para isso, basta ir no menu do aplicativo e clicar na opção Liberar espaço. Dessa forma, tudo que já estiver sincronizado com a nuvem será apagado do celular.

Pouco espaço - use a nuvem - Reprodução - Reprodução
Imagem: Reprodução

Nos iPhones, também é possível usar uma opção nativa para aliviar o espaço da memória. Ao ir em Ajustes -> Fotos, é possível usar a opção Otimizar no iPhone. Ela detecta que há pouco espaço na memória do celular, mantém no aparelho versões em baixa resolução das fotos e salva os originais no iCloud.

Mas há uma desvantagem: o espaço para fotos e vídeos no iCloud é limitado a 5 GB no plano gratuito. Acima disso, será preciso pagar mensalmente. Os planos vão de R$ 3,50 (50 GB) a R$ 34,90 (1 TB).

4) Armazenamento extra

Por fim, outra solução envolve colocar a mão no bolso. Se você é dono de um aparelho Android, é bem provável que ele aceite o uso de cartões SD para aumentar o armazenamento. Se o seu aparelho for um do tipo, a boa notícia é que um cartão do tipo de 64 GB, por exemplo, sai menos de R$ 100. O melhor seria não gastar nada, mas convenhamos que é bem menos do que comprar um aparelho novo.

Nesse ponto, os iPhones ficam devendo. Até existem pendrives específicos para celulares da Apple, mas eles são caros —um iXpand da SanDisk, de 32 GB, sai quase R$ 200— e seu uso é bem burocrático: uma vez ligados, eles dependem de um aplicativo específico para a transferência de arquivos.

FONTE ORIGINAL

Deixe uma mensagem para esse post

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui