‘Frango’ à base de plantas começa a chegar a mais mercados

0
12

‘Frango’ à base de plantas começa a chegar a mais mercados

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Alternativas veganas à proteína animal desenvolvidas pela Heura, startup sediada em Barcelona, Espanha, acabam de chegar ao mercado britânico, expandindo a disponibilidade global do alimento alternativo. O alimento já chega a países como Andorra, Portugal, França, Holanda, Singapura, Hong Kong, Chile e, agora, Reino Unido.

Trabalhando com os distribuidores locais The Vegan Kind e Planet Organic, a empresa iniciou a comercialização de três produtos de sua linha no Reino Unido, opções 100% vegetais de frango mediterrâneo, tradicional e empanado – todos compostos por “soja, azeite, sal e especiarias da Europa”. O movimento foi bem calculado.

A partir de uma pesquisa realizada pela própria companhia, foi constatado que 65% dos consumidores da terra da rainha preferem alimentos sem origem animal na hora das compras, taxa que, em 2017, era de apenas 30%. Além disso, o levantamento sugere que a pandemia foi responsável por acelerar a adoção de proteínas vegetais e que o preço também é um fator importante.

Presente em mais de 3 mil pontos de venda espalhados pela sua terra natal, a Heura foi fundada em 2017 e, na cidade em que nasceu, já faz parte do cardápio de diversos restaurantes, o que destacou sua presença por lá. Somente em 2019, teve um crescimento de 460%.

Proteína 100% vegetal de startup é alternativa à carne de frango.Fonte:  Heura 

Saúde e economia

De acordo com a startup, seu frango à base de plantas contém a mesma quantidade de proteínas que o alimento de origem animal. Ela afirma, ainda, ser “um dos mais saudáveis do mercado”, apresentando 43% menos gordura que a média industrial e apenas um terço da encontrada na opção tradicional. A pouca quantidade de ingredientes que emprega, justifica a companhia, é para tornar o produto o mais limpo possível e atrativo a quem torce o nariz para processados.

“O Reino Unido é o mercado de alimentos à base de plantas de crescimento mais rápido na Europa e, considerando a evolução da Heura, este é o momento certo para entrarmos no cenário”, afirma Marc Coloma, CEO da empresa. “Confiamos no valor nutricional excepcional de nossos produtos, que têm um rótulo limpo e estão entre os mais saudáveis disponíveis. Oferecemos a única carne de base vegetal feita com azeite, respeitando nossa herança mediterrânea.”

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários