Forças do Afeganistão avançam sobre o Taleban em meio a tentativa de acordo • A Referência

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

As forças de segurança do Afeganistão intensificaram o avanço contra o Taleban e, na terça (2), o Exército Nacional Afegão matou 20 homens ligados ao grupo fundamentalista, confirmou o governo em Cabul no Twitter.

Segundo o Ministério da Defesa, militares invadiram uma célula do grupo no distrito de Arghandab, província de Kandahar, no sul do país. As forças apreenderam todas as armas e munições do local.

A pouco mais de 500 quilômetros do local, na província de Herat, uma operação contra os talibãs libertou 27 militares e sete civis presos no distrito de Adreskan.

Os prisioneiros teriam sido torturados pelos terroristas. Seis talibãs foram mortos na ação, disseram as autoridades afegãs.

A ofensiva das forças afegãs contra militantes do Taleban matou outros 30 membros do grupo no domingo (28). O grupo estava em uma célula a cerca de 120 quilômetros da capital Cabul.

Soldado afegão segura objeto resgatado em célula do Taleban na província de Herat, onde estavam mais de 30 prisioneiros, em março de 2021 (Foto: Reprodução/Twitter/Defense of Afghan)

Atraso em acordo

O avanço contra membros do Taleban aprofunda a insegurança no país em meio à tentativa de instaurar um acordo de paz. A negociação já condicionou a retirada das tropas dos EUA do país em 1º de maio – o que deve acelerar a instabilidade da região.

A expectativa por um consenso, porém, é cada vez menor. À agência estatal russa Sputnik, o conselheiro sênior do governo afegão, Haji Nazir Ahmadzai, afirmou que o processo não passa de uma “perda de tempo”.

“Enquanto o movimento radical não cumprir seu compromisso de reduzir a violência e implementar um cessar-fogo, as negociações não funcionarão. É apenas perda de tempo”, disse na terça-feira.

Conforme Haji, uma delegação de Cabul está em Doha, capital do Catar, para uma nova rodada de negociação nesta semana. “Estamos prontos para dar continuidade às negociações há um bom tempo”, afirmou. As tratativas começaram em outubro de 2020.

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *