Fiat, Jeep e Peugeot vão abandonar motores a combustão até 2025

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

A Stellantis, recente aliança dos grupos de montadoras FCA (Fiat, Chrysler) e PSA (Peugeot, Citroen), anunciou que encerrará a fabricação de motores a combustão. Em entrevista a Automotive News, o diretor-executivo Carlos Tavares falou sobre o plano para a eletrificação da frota da companhia.

No comando da fusão entre as empresas, ele comentou que o conglomerado tem pressa para realizar a transição para os veículos elétricos. Então, ele opina que as montadoras que não acompanharem a mudança ficarão para trás.

“Estamos indo com tudo rumo aos elétricos, pois acreditamos que a parcela de vendas dos carros eletrificados tenderá rapidamente aos modelos elétricos puros”, disse Tavares.

Stellantis tem 14 marcas automotivas em seu portfólio.Fonte:  Detroid News/Reprodução 

O executivo também revelou que a Stellantis planeja oferecer apenas veículos híbridos e elétricos até 2025 na Europa e nos Estados Unidos. Essa proposta será aplicada a todos os futuros modelos produzidos pelas 14 marcas que fazem parte do seu portfólio.

“Estou desafiando intensamente meus engenheiros a melhorarem a capacidade de armazenamento [das baterias] e as razões de eficiência dos motores elétricos, transmissão e aerodinâmica”, revelou Tavares em reunião com investidores.

Assim, a plataforma e-VMP será fundamental para o processo de eletrificação. Ela será a base para diversos veículos, incluindo o aguardado Peugeot 3008. Previsto para ser lançado em 2023, o SUV promete ter 600 km de autonomia com baterias de 100 kWh.

Previsto para 2023, o Peugeot 3008 será o primeiro modelo fabricado na plataforma e-VMP.Previsto para 2023, o Peugeot 3008 será o primeiro modelo fabricado na plataforma e-VMP.Fonte:  Peugeot/Divulgação 

Parcerias visando os modelos elétricos

Como parte do processo de transição, a Stellantis está realizando importantes parcerias. O grupo já fechou acordos com a fabricante de motores elétricos japonesa Nidec e com a Punch Powertrain para o fornecimento de conjuntos de dupla embreagem.

O conglomerado também iniciou uma joint venture com a empresa de energia renovável Total para a produção de células de bateria, a Automotive Cells Company (ACC). O objetivo do negócio é ser a principal fabricante de baterias da Europa.

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *