ESPECIAL TG | Harry Potter: As 3 Maldições imperdoáveis

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Eu juro solenemente não fazer nada de bom…

Hoje eu vim trazer para vocês um pouco sobre as maldições imperdoáveis: Cruciatus, Imperius e Avada Kedavra.

No livro “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, temos a primeira menção sobre as Maldições Imperdoáveis, onde o Professor Moody explica como usá-las, e utiliza aranhas para demonstrar os efeitos delas. Ademais, ele enfatiza o fato de quem utiliza esses feitiços ganha uma passagem diretamente para Azkaban (porém parece que essa regra não se aplica para todos).

As 3 Maldições Imperdoáveis

Vale lembrar que controlar a mente de um bruxo, torturar ou matar, são comportamentos classificados como artes das trevas. Sendo assim, Cruciatus, Imperius e Avada Kedavra, foram consideradas maldições imperdoáveis em 1717.

Cruciatus

Cruciatus (Crucio), também conhecida como “a maldição da tortura”, causa uma dor intensa e insuportável na vítima. Assim sendo, ela foi utilizada por Belatriz Lestrange para fazer com que os pais de Neville Longbotton ficassem loucos.

No livro “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, depois de Harry tentar utilizar esse feitiço contra Belatriz, a bruxa o informa que: “não basta apenas pronunciar as palavras, é preciso querer causar dor e sentir prazer com o sofrimento do seu oponente.

Em “Harry Potter e as Relíquias da Morte”, é mencionado que Aberforth Dumbledore foi atingido por Grindelwald com essa maldição. É também nesse livro que Harry aprende como usar a mesma.

Imperius

as 3 maldições imperdoaveis

Imperius, chamada também de “maldição do Enganamento”, é usada para controlar a mente de um bruxo e fazer com que a vítima siga fielmente as ordens de quem lançou o feitiço. Essa maldição só pode ser percebida pela mudança de comportamento da vítima, vista que ela não deixa nenhuma marca ou resquícios físicos.

Quando o feitiço é lançado a pessoa fica tonta, atordoada e sente-se livre de qualquer senso de responsabilidade.

Harry Potter conseguiu resistir aos efeitos da Maldição durante uma de suas aulas de Defesa contra as Artes das Trevas.

Lorde Voldemort utilizava a Imperius para reunir seguidores.

Avada Kedavra

as 3 maldições imperdoaveis

Morte imediata, é esse o efeito que causa a maldição Avada Kedavra. Uma intensa luz verde é emitida pela varinha do bruxo que solta esse feitiço, e em contato com a vítima seu efeito é instantâneo e indolor.

Avada vem do aramaico “Eu destruo/mato”. Já o significado de Kedavra pode ser “eu falo”. Dessa forma Avada Kedavra fica algo como: “Eu mato quando falo”.

Em “Harry Potter e o Cálice de Fogo”, o Professor Moody diz que: “Só uma pessoa sobreviveu a esta maldição e ela está aqui nesta sala!“, nesse caso ele estava se referindo a Harry, que sobreviveu ao Avada Kedavra lançado pelo Lorde das Trevas, mas isso só foi possível pelo fato de Lillian ter sacrificado a própria vida para proteger o filho.

Por fim, essa maldição não tem contrafeitiços e nem magia de bloqueio, porém é possível se esquivar da luz verde, ou bloqueá-la com objetos. Durante a batalha no ministério, em “Harry Potter e a Ordem da Fênix”, Dumbledore usa uma estátua para proteger Harry, quando Voldemort lança a maldição contra o garoto.



Post Views:
6

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *