“Ele tem tudo nas mãos”

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

O piloto americano Michael McDowell ganhou no domingo passado (14) o Daytona 500, uma corrida da NASCAR em Daytona Beach, na Flórida. Esta é a 14ª vez que ele compete no Daytona 500 e sua primeira vitória.

Antes da vitória no circuito, McDowell leu sua Bíblia e orou, assim como faz todos os dias. Depois do resultado da corrida — que também foi sua primeira vitória na Cup Series — o piloto revisou o que havia escrito durante seu devocional naquela manhã.

“Orei pela vitória na corrida e por segurança, sabendo que Ele tem tudo na palma de Suas mãos”, disse McDowell na quinta-feira (18) no Sports Spectrum Podcast.

O texto bíblico que ele leu naquela manhã era de Marcos 9, onde um pai fica frustrado porque os discípulos de Jesus não conseguiram curar seu filho, que estava possuído por um espírito maligno. McDowell foi tocado pelo versículo 23, que diz: “Se podes?”, disse Jesus. “Tudo é possível àquele que crê.”

A dúvida que foi confrontada por Jesus naquela passagem bíblica também era uma luta a ser enfrentada pelo piloto de 36 anos. “Eu acredito e sempre acreditei que poderia vencer e que é possível”, disse McDowell. “Sempre acreditei que isso é possível, mas há um elemento de descrença nisso”.

Desde sua estreia na Cup Series, McDowell enfrentou diversos desafios, incluindo um acidente assustador durante a qualificação no Texas Motor Speedway em 2008 e incertezas sobre seu futuro na NASCAR. A jornada que o levou a ser um vencedor improvável do Daytona 500 serve como um lembrete de que Deus é o único no controle.

“Nos últimos 10 anos ou 12 anos, tenho estado em uma situação diferente a cada ano”, disse ele. “Eu não tive um contrato de cinco anos ou um contrato de vários anos. Todos os anos, literalmente preciso que o Senhor me dê uma oportunidade. Por causa disso, eu sei que não sou eu”.

A forma como McDowell reconhece a bênção de Deus ao longo de seu tempo na NASCAR permite que o piloto tenha uma perspectiva diferente sobre a vitória que mudou sua carreira. Ele disse ainda que viu Deus trabalhando em sua vida muito antes da corrida de domingo.

“Nem sempre parecia muito bom, nem sempre parecia brilhante e divertido”, disse ele. “Mas Deus caminhou comigo durante toda esta jornada. A jornada é o que torna isso doce”.

FONTE ORIGINAL

Veja esses também

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *