Donos de bares e cafés na França são presos por Wi-Fi sem registros

0
9
Donos de bares e cafés na França são presos por Wi-Fi sem registros

Donos de bares e cafés na França são presos por Wi-Fi sem registros

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Ao menos cinco proprietários de bares e cafés na França foram presos em Grenoble, na França, por operar e oferecer redes Wi-Fi abertas para seus clientes sem manter registros de usuários e conexões. Eles foram levados sob custódia na última semana por supostamente violar uma lei francesa, focada no uso de internet, que não se limita apenas aos provedores.A condução foi realizada, basicamente, porque as redes oferecidas não mantinham o registro de usuários que se conectaram anteriormente. Eles não permaneceram presos e foram liberados após interrogatório. Os estabelecimentos supostamente não estavam em conformidade com uma lei local que os obriga a manter, por um ano, os registros de todas as conexões feitas por clientes.Segundo o noticiário local, a lei de número ‘2006-64’ de 23 de janeiro de 2006 visa garantir a segurança dos usuários. Ela também é estendida como medida de proteção contra o terrorismo. Seu texto, entretanto, também é aplicado “a todas as pessoas que, no âmbito de uma atividade profissional primária ou auxiliar, ofereçam ao público uma conexão que permita a comunicação on-line” paga ou gratuita.Multa altíssimaReproduçãoPoliciais franceses fazem vistoria em bar localizado em Bordeaux, França, para monitorar cumprimento de medidas contra o coronavírus (Sars-Cov-2). Imagem: Mehdi Fedoauch (AFP)/ReproduçãoOs proprietários dos estabelecimentos informaram que não sabiam da existência da lei. Também, que não receberam notificações do seu sindicato, que normalmente envia alertas de requisitos legais. Após o interrogatório, todos foram liberados pela polícia e, agora, precisam realizar ajustes nas redes oferecidas.A lei francesa prevê que, além de prisão, o descumprimento pode gerar uma multa pessoal de até 75 mil euros. Para estabelecimentos e negócios, a multa pode chegar até 375 mil euros.Neste caso, os estabelecimentos franceses que oferecem Wi-Fi para clientes precisam, de fato, manter um registro de conexões por um ano. Eles podem ser mantidos “dentro de casa”, em um ambiente próprio, onde os dados são coletados, armazenados e repassados à polícia em caso de investigação. Outra opção é contratar uma empresa terceirizada que vai fazer esse trabalho de gerenciamento de dados.Via: ZDNet

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários