Início TECNOLOGIA Desinformação sobre a Covid-19 no WhatsApp na Índia exige atenção dos profissionais de saúde

Desinformação sobre a Covid-19 no WhatsApp na Índia exige atenção dos profissionais de saúde

por iMove Web
1 Já viram


Um dos países mais afetados pela pandemia da Covid-19, a Índia viu o surgimento de uma onda de desinformação relacionada à doença circular no WhatsApp. Para tentar mudar o quadro, profissionais de saúde estão se dedicando para combater notícias falsas entre moradores de áreas rurais do país.

A ASHA é uma organização que reúne trabalhadores de saúde para ajudarem comunidades indianas. Durante a pandemia, passou a ter tarefa desse grupo combater fake news. Kamble faz parte do grupo e relatou em entrevista para o The Verge que passa muitas horas acessando dezenas de grupos para tirar dúvidas e evitar a propagação de notícias falsas. “Não recebemos treinamento para eliminar a desinformação. Aprendemos no trabalho e com a interação das pessoas ”, explicou.

publicidade

A desinformação é apontada como um dos motivos do aumento da crise de saúde na Índia. Vários líderes eleitos do Partido Bharatiya Janata, de extrema-direita, têm falado abertamente sobre beber urina de vaca para prevenir Covid-19, com alguns até mesmo fazendo vídeos disso. “Se você responder diretamente à desinformação dizendo que está errada, as pessoas não ouvirão e começarão a provocá-lo”, completou Kamble.

Desinformação na Índia

Para orientar os moradores da vila onde atua, a profissional diz que entra em contato com médicos especializados em virologia, usa recortes de jornais e faz vídeos para os moradores. O trabalho árduo parece estar dando resultado. “Na segunda onda da Covid (março a junho de 2021), minha área relatou menos de 10 casos e nenhuma morte”, disse ela.

Leia também!

Nesse ano, surgiu ainda o desafio de convencer a população a se vacinar. Uma grande notícia falsa sobre o uso dos imunizantes para reduzir a população tomou conta da Índia e os membros da ASHA tiveram bastante dificuldade em convencer as pessoas a tomarem a vacina. “Os idosos sempre me dizem que a vacinação Covid é como um envenenamento lento. ‘Dentro de seis meses após sermos espetados, morreremos’”, disse Netradipa Patil, que também faz parte do grupo.

“Parece engraçado, mas levou dois meses de mensagens e visitas de porta em porta para convencer mais de 90 por cento das pessoas a se vacinarem” completou. Os membros da ASHA disseram que, após meses de combate contra a desinformação, os moradores passaram a agradecer a equipe.

Via The Verge

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!




Esse conteúdo pertence ao site:

Site: https://olhardigital.com.br/

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS