Corinthians registra mais 4 casos e chega a 14 jogadores com covid-19 – Lance

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:


O Corinthians segue descobrindo casos de covid-19, após um surto que atingiu 20 pessoas, entre atletas e funcionários, na última semana. Neste sábado (6), o clube anunciou que mais quatros jogadores foram diagnosticados com a doença: o goleiro Caíque França, o lateral-esquerdo Lucas Piton e os meias Xavier e Ruan Oliveira.


O quarteto soma-se a Cássio, Guilherme, Fagner, Fábio Santos, Raul Gustavo, Gabriel, Ramiro, Camacho, Vitinho e Cauê, que cumprem isolamento. Os novos positivados pelo coronavírus nem compareceram ao CT Joaquim Grava neste sábado, no último treinamento antes do jogo contra a Ponte Preta, amanhã (7), às 11h, pela terceira rodada do Paulistão, na Neo Química Arena, e, consequentemente, estão fora do jogo.



A situação mais delicada é na meta corintiana, que perde o seu terceiro integrante em quatro dias. Após Cássio e Guilherme contraírem covid-19 na última terça-feira (2), Caíque França, que recentemente voltou de empréstimo junto ao Oeste, foi inscrito no Paulistão, mas ficou apenas no banco de reservas no empate em 2 a 2 contra o Palmeiras, na quarta-feira (3), em Itaquera, pela segunda partida do Estadual. A preferência do técnico Vagner Mancini na ocasião foi promover a estreia de Matheus Donelli como profissional na meta corintiana.


Agora, com a contaminação de França, o Timão voltou a ter um goleiro à disposição apenas. Portanto, a comissão técnica optou por inscrever os arqueiros Yago, do sub-23, e Alan, do sub-20, para a suplência nos próximos jogos.


Na lateral-esquerda, o garoto Guilherme Biro deve ter a sua primeira chance como titular, contra a Macaca, já que Piton, que já havia apresentado sintomas na quinta-feira (4), teve a doença confirmada, assim como o dono da posição, Fábio Santos.


Diante da equipe campineira, o Timão, mesmo desfalcado, tentará quebrar uma série de sete jogos sem vencer e triunfar pela primeira vez neste Paulista, após empates contra Red Bull Bragantino, por 0 a 0, e Palmeiras, 2 a 2, nas duas rodadas iniciais da competição.


Até quando vão acordos dos clubes brasileiros com marcas de camisas?



FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *