Cientistas de Espanha, Portugal e Itália estudam origem de Colombo por DNA – 12/10/2020

0
4

Cientistas de Espanha, Portugal e Itália estudam origem de Colombo por DNA – 12/10/2020

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Granada (Espanha), 12 out (EFE).- Cientistas de Espanha, Portugal e Itália realizarão testes definitivos de DNA para determinar a verdadeira origem de Cristóvão Colombo, cujos restos mortais foram exumados em 2003 do túmulo da catedral da cidade de Sevilha, e o trabalho também vai render um filme documentário.

A pesquisa, que visa fornecer dados científicos sobre a origem do descobridor das Américas, está em andamento há quase duas décadas e chegará a sua fase final nos próximos meses, de acordo com um comunicado da universidade de Granada, cujo professor de medicina forense José Antonio Lorente lidera o estudo.

Os resultados serão anunciados exclusivamente no documentário e em uma minissérie, ambos produzidos pela rede de televisão pública espanhola em colaboração com a Story Producciones. Os lançamentos estão previstos outubro de 2021.

Pioneiro na aplicação de técnicas de DNA no campo forense e referência mundial neste tipo de pesquisa, Lorente vai coordenar um grupo de cientistas espanhóis, portugueses e italianos na primeira metade de 2021 para analisar o DNA de Colombo, um elemento chave na determinação de sua origem.

Após permissão excepcional, em 2003 Lorente exumou os restos mortais de Colombo e de seu filho Fernando, além dos do irmão mais novo do célebre navegador, Diego Colombo. No entanto, o cientista teve que paralisar o estudo devido à baixa eficiência da tecnologia na época.

Os restos mortais foram colocados em uma sala blindada da Universidade de Granada até que a tecnologia para a pesquisa genética fosse melhorada, o que já aconteceu.

Os estudos serão realizados em diferentes partes do mundo com o objetivo de fornecer dados científicos objetivos que permitirão aos historiadores e especialistas confirmar ou descartar algumas das teorias existentes.

A hipótese mais sólida, prolongada e universalmente aceita que é colocada em dúvida com este estudo aponta que Colombo era natural de Gênova, mas durante o século passado surgiram até 20 teorias documentadas que atribuem a origem do descobridor das Américas a lugares diversos como Espanha, Portugal, outras partes da Itália, Inglaterra, Croácia e Polônia.

Quando os resultados das análises genéticas estiverem prontos, todas estas hipóteses serão estudadas e reunidas para resolver o enigma da origem de Colombo.

Em maio de 2021, coincidindo com o 515º aniversário da morte do navegador, a Universidade de Granada divulgará novos dados sobre a pesquisa.

FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários