CDC dos EUA dá dicas sobre apocalipse zumbi, e cientistas apoiam

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Uma atualização efetuada recentemente na página do Centro de Controle e Prevenção de Doenças do Estados Unidos (CDC) chamou a atenção dos internautas: os especialistas em saúde pública e segurança norte-americanos fizeram um upgrade na seção chamada “Prontidão Zumbi”.

A obra, uma espécie de cartilha direcionada a professores, líderes de escoteiros e funcionários públicos da área da saúde, elenca todas as informações necessárias de quem precisa lidar com uma situação na qual os mortos voltam à vida.

Embora o conteúdo do manual seja de 2011, e ele se encontre em uma área sarcástica do site, a grande questão é: por que a atualização, bem em meio a uma pandemia e, coincidentemente, em um ano apontado pelo vidente francês Nostradamus como o do apocalipse zumbi?

Questionados sobre a atualização da ameaça bizarra em seu site, os especialistas em saúde ponderaram que uma coisa iniciada como uma piada “provou ser uma plataforma muito eficaz. Continuamos a alcançar e envolver uma ampla variedade de públicos na preparação para todos os perigos via ‘ preparação para zumbis'”.

Como funciona a Prontidão Zumbi?

Fonte: CDC/ReproduçãoFonte:  CDC 

A cartilha “Prontidão Zumbi” oferece informações e planos de aula para professores. Um pôster para download informa “Pegue um Kit. Faça um plano. Esteja preparado”. Tudo começa com uma redação em forma de relatório para uma agência governamental com o tema “um apocalipse zumbi é iminente”.

Em seguida, os alunos são desafiados a fazer uma pesquisa sobre uma catástrofe real, como o furacão Katrina ou o desastre da usina de Chernobyl. Finalmente, em “Conselho de Resposta a Emergências para a Cidade da Calamidade”, os alunos desempenham vários papéis, um como prefeito, outro como chefe de polícia, diretor de saúde pública e assim por diante.

E é durante essa espécie de role-playing game que os alunos são informados sobre um surto de zumbis na cidade, em que os mortos-vivos se deslocam lentamente para a região central. Os estudantes terão um tempo limitado para elaborar um plano comunitário, respondendo: para onde os cidadãos devem ir? O que devem fazer? E as pessoas com deficiência? Como comunicar o fato a pessoas de outras línguas?

O que dizem os especialistas?

Fonte: CDC/ReproduçãoFonte: CDC/ReproduçãoFonte:  CDC 

Entrevistados pelo Yahoo, diversos especialistas em desastres naturais se manifestaram sobre a iniciativa zumbi do CDC. A instrutora de preparação para desastres da Agência Federal de Gestão de Emergências (FEMA), Cheryl Nelson, afirmou que “quanto mais formas criativas pudermos transmitir a mensagem de preparação, melhor”.

Mitchel A. Rosen, professor da Escola de Saúde Pública Rutgers, em Piscataway nos EUA, disse que o CDC consegue tornar a prontidão para catástrofes naturais compreensível para diferentes populações. E destaca que a organização para um suposto apocalipse zumbi apenas “torna divertido aprender sobre a preparação para desastres”.

Outro professor da Rutgers, Lee Clarke, afirma que, embora uma prontidão para zumbis possa parecer uma piada à primeira vista, todas as instruções úteis estão lá: basta substituir “’zumbi’ por ‘inundação’ ou ‘furacão'”. E conclui: “zumbis são apenas mais interessantes e chamam a atenção das pessoas”.

Para quem pensa que um apocalipse zumbi é brincadeira, diz Nelson, é só se lembrar do que aconteceu em 2020. E brinca: “se uma pandemia global aconteceu, o que virá em seguida? Zumbis?”. Talvez a atual pandemia tivesse sido mais fácil se já tivéssemos disponível um kit zumbi, com muito álcool em gel, lenços umedecidos, máscaras e papel higiênico, diz ela.

FONTE ORIGINAL

Recomendado Posts

Nenhum comentário ainda, adicionar a sua voz abaixo!


Adicionar um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *