Início TECNOLOGIA Bitcoin: polícia da Malásia destrói plataformas de mineração

Bitcoin: polícia da Malásia destrói plataformas de mineração

por iMove Web
0 Já viram


A polícia da Malásia apreendeu nada menos do que 1.060 plataformas de mineração de bitcoin e destruiu todas elas com ajuda de um rolo compressor. A operação foi uma ação conjunta entre a polícia da cidade de Miri e a concessionária de energia elétrica Sarawak. O vídeo da destruição dos equipamentos, que ocorreu na sede da polícia, viralizou nas redes sociais.

Segundo o comissário assistente de polícia em Miri, Hakemal Hawari, a ação foi motivada por conta de um suposto roubo de energia. Segundo uma denúncia da Sarawak Energy, os mineradores teriam roubado pelo menos US$ 2 milhões (R$10,5 milhões) em eletricidade extraída das linhas de energia da concessionária.

publicidade

Seguindo a denúncia, a polícia confiscou as plataformas em seis ações entre fevereiro e abril, as autoridades apreenderam cerca de US$ 1,26 milhão (R$ 6,62 milhões) em equipamentos de mineração de bitcoin. Um vídeo da destruição foi gravado e postado nas redes sociais pela agência de notícias local de Sarawak, Dayak Daily, e rapidamente viralizou no país.

Destruir ou vender?

Segundo Hawari, o roubo de eletricidade pelos mineradores levou ao incêndio de três casas na cidade de Miri. A polícia preferiu destruir as plataformas ao invés de vendê-las para atender a uma determinação da justiça da Malásia, algo que vai na contramão do que vem sendo feito em outros países, como a China, que tem optado por leiloar plataformas apreendidas.

Segundo o chefe de polícia, no momento, não há outras operações de mineração de criptomoedas ativas na cidade. A mineração de criptomoedas não é ilegal na Malásia, porém, o país tem leis bastante rigorosas em relação ao uso de energia, que é uma das questões mais sensíveis em relação às criptomoedas.

Leia mais:

A seção 37 da Lei de Fornecimento de Eletricidade da Malásia prevê até cinco anos de prisão e multa de 100.000 ringgit malaios (R$ 124,500). A polícia malaia ligou oito pessoas à operação de mineração em Miri, sendo seis delas acusadas de roubo de suprimento de energia, segundo Hawari, os que foram acusados serão presos por oito meses e receberão multa de até R$ 10.000 cada um.

Com informações da CNBC

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!




Esse conteúdo pertence ao site:

Site: https://olhardigital.com.br/

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS