ECONOMIA

Biden deve propor orçamento de US$ 6 trilhões na 6ª feira, diz jornal

O presidente dos EUA, Joe Biden, vai propor ao Congresso norte-americano um orçamento de US$ 6 trilhões na 6ª feira (28.mai.2021). Elevaria o nível de gastos públicos federais do país ao nível mais alto desde a 2ª Guerra Mundial.

Documentos obtidos pelo The New York Times. mostram que o 1º projeto de orçamento da presidência de Biden exige que os gastos totais aumentem para US$ 8,2 trilhões até 2031, com deficits acima de US$ 1,3 trilhão na próxima década.

O crescimento é impulsionado pela agenda em duas partes de Biden para melhorar a infraestrutura dos EUA  e aumentar substancialmente a rede de segurança social, juntamente com outros aumentos planejados nos gastos discricionários.

A proposta para o ano fiscal de 2022 e a próxima década mostra o alcance das ambições de Biden de exercer o poder governamental para ajudar mais norte-americanos a alcançar o conforto de uma vida de classe média e elevar a indústria dos EUA para melhor competir globalmente.

Os níveis de tributação e gastos nos planos de Biden ampliariam a pegada fiscal federal a níveis raramente vistos na era pós-guerra para financiar investimentos que, segundo sua administração, são cruciais para manter os EUA competitivos. Isso inclui dinheiro para estradas, tubulações de água, internet de banda larga, estações de carregamento de veículos elétricos e pesquisa avançada de fabricação.

Também prevê o financiamento de cuidados infantis acessíveis, pré-escola universal e um programa nacional de licenças pagas. As despesas com a defesa nacional também aumentariam, embora diminuíssem como parte da economia.

Biden quer financiar a agenda do governo aumentando os impostos sobre corporações e pessoas com altos rendimentos. Os documentos mostram que os deficits orçamentários diminuiriam na década de 2030. Funcionários da administração disseram que os planos de empregos e famílias seriam completamente compensados por aumentos de impostos ao longo de 15 anos, o que o pedido de orçamento apoia.

Os EUA teriam déficits significativos ao pedir dinheiro emprestado para financiar seus planos. Sob a proposta de Biden, o déficit orçamentário federal atingiria US$ 1,8 trilhão em 2022, mesmo quando a economia se recuperando da recessão por causa da pandemia para crescer no que a administração prevê que seria seu ritmo anual mais rápido desde o início da década de 1980. O déficit recuaria ligeiramente nos anos seguintes antes de crescer novamente para quase US$1,6 trilhão em 2031.

A dívida pública total excederia o valor anual da produção econômica, subindo para 117% do tamanho da economia em 2031. Em 2024, a dívida como parcela da economia subiria para seu nível mais alto da história norte-americana, superando um recorde da 2ª Guerra Mundial.

Continuar lendo



Esse conteúdo pertence ao site:

Site: /www.poder360.com.br

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Mostrar mais

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Botão Voltar ao topo

Adblock detectado

Para continuar navegando nesse site, DESATIVE o seu sistema de bloqueio de propagandas, o nosso site se mantêm com elas, porém nada de abuso na exibição, prometo que sua navegação será LIVRE sem incômodos. Obrigado pela visita :)