Início TECNOLOGIA Após racismo contra jogadores, premiê debate ações com redes sociais

Após racismo contra jogadores, premiê debate ações com redes sociais

por iMove Web
5 Já viram


Pressionado por conta da grande repercussão e críticas sobre a postura do governo em relação a manifestações de cunho nacionalista nas partidas da Eurocopa, assim como a falta de apoio ao ato dos jogadores de se ajoelharem em protesto contra o racismo no início dos jogos, o primeiro-ministro britânico – Boris Jonhson – se encontra nesta terça-feira (13) com executivos do Twitter e do Facebook. 

O objetivo é cobrar mais ação das plataformas diante dos pesados ataques racistas dirigidos a três jogadores negros da seleção inglesa, Marcus Rashford, Jadon Sancho e Buyako Sako, que perderam pênaltis na final da Eurocopa contra a Itália, no último de domingo (11).

publicidade

Um porta-voz antecipou que Johnson pontuará para as empresas de mídia social que precisam fazer “tudo o que puderem” para identificar os responsáveis ​​pelo abuso racista aos jogadores de futebol da Inglaterra, e que usará a reunião “há muito planejada” para reiterar a necessidade urgente de ação para lidar com discurso de ódio em suas plataformas antes da entrada em vigor da Lei de Danos Online, em tramitação no Parlamento.

O primeiro-ministro foi uma das autoridades que tuitou contra os abusos e racismo na manhã seguinte à final, que decepcionou os ingleses. Entretanto, sua manifestação acabou se voltando contra ele e contra Priti Patel, Secretária do Home Office, ministério que cuida de justiça e segurança pública. Sendo assim, a reunião desta terça-feira é uma tentativa de reverter uma onda negativa que se agiganta a cada dia. 

Leia também:

Repercussão no Twitter

Durante a Eurocopa, Boris Jonhson já havia admitido que vaiar o hino dos adversários nos estádios era aceitável. Ademais, Patel disse ser contrária aos jogadores se ajoelharem no início das partidas. 

O jogador Tyrone Mings está entre os que atacaram diretamente a secretária, acusando-a de não ter assumido posição no início do torneio, ao classificar o ato de se ajoelhar como um “gesto político”.

Durante o período da manhã, o prefeito da cidade de Manchester, Andy Burnhan, um dos políticos mais influentes do Partido Trabalhista britânico, de oposição, atribuiu os abusos ao incentivo do governo a uma guerra nacionalista, que se acentuou no país devido ao Brexit, a saída do Reino Unido da União Europeia. 

Ao mesmo tempo, só aumenta o movimento nas redes sociais, em apoio aos três jogadores atacados, com a hashtag #RashfordSanchoSaka.

Príncipe William se manifesta contra o racismo

A FA (Football Association) é a principal representante do futebol profissional no Reino Unido e tem sido rígida com as plataformas de mídia social, ou seja, recriminando a falta de atitude sobre os casos de racismo.

No mês de abril, a entidade convocou um boicote que envolveu os jogadores e os times, se espalhando para outras modalidades esportivas, como rúgbi.

No dia seguinte à final da Eurocopa, a FA, que é presidida pelo príncipe William, voltou a pressionar as marcas a colaborarem com as autoridades identificando os autores de abusos.

A reunião de hoje pode não resultar em medidas práticas, porém, será mais forma da plataforma remover os posts abusivos, mas não na velocidade suficiente para evitar os danos causados aos atletas. 

Fonte: UOL

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!




Esse conteúdo pertence ao site:

Site: https://olhardigital.com.br/

Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

contato@imoveweb.com.br

FONTE ORIGINAL

Olha essas aqui:

Deixe um Comentário

O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

SOBRE NÓS