Início TUDO SOBRE CARROS ANP pode permitir que postos de bandeira vendam combustível de concorrente

ANP pode permitir que postos de bandeira vendam combustível de concorrente

por Henrique Rodriguez
4 Já viram


Caminhão-tanque abastece posto de combustivel no Plano Piloto, região central da capital
Postos de bandeira poderiam negociar com outras distribuidoras de combustíveis Marcello Casal Jr./Agência Brasil

Se você escolhe a bandeira do posto onde vai abastecer seu carro, saiba que no futuro também terá de se atentar à bomba onde o carro será abastecido.

A Agência Nacional do Petróleo (ANP) estuda permitir que postos de bandeira também vendam combustíveis de outras distribuidoras e realizou audiência pública para debater o assunto e outras mudanças nas regras para a revenda de combustíveis no início deste mês.

Clique aqui e assine Quatro Rodas por apenas R$ 8,90

Hoje, postos de redes têm fidelidade à bandeira que representam por contrato. Ou seja, só podem comprar, armazenar e vender combustíveis daquelas empresas.

O que a ANP estuda é permitir é a chamada “bomba não-exclusiva” em postos de bandeira. Postos Shell, BR e Ipiranga, por exemplo, teriam até duas bombas livres de fidelidade, onde poderiam oferecer combustíveis de outra distribuidora, com outro preço. Poderia ser de qualquer outra distribuidora, até mesmo aquelas que fornecem para postos de bandeira branca.

Essa medida aumentaria a concorrência entre as distribuidoras e poderia levar a uma redução no preço final dos combustíveis. Postos que hoje estão presos ao preço de uma única distribuidora poderia negociar com outras e praticar outros preços nesses combustíveis. A limitação seria apenas pelo número de bombas.

Continua após a publicidade

A ANP não diz porém, se aumentará a fiscalização para saber se o posto está, de fato, vendendo a gasolina ou o etanol certo nas bombas certas.

  • Pela regra atual, a ANP fiscaliza e pune o dono do posto de uma bandeira de que compre combustível de outra distribuidora. E a própria distribuidora a qual ele está fidelizado pode fazer o mesmo em suas fiscalizações. 

    Atualmente, 55% dos 43 mil postos de combustíveis do País têm contratos com apenas três bandeiras: BR Distribuidora (Petrobras), Shell (Raízen) e Ipiranga (Ultrapar). Na consulta pública, elas e alguns sindicatos ligados aos postos criticaram as novas regras pelo risco de aumento da insegurança jurídica e de irregularidades.

    O Creta inaugura uma nova fase: os carros serão abastecidos somente com gasolina

    Outros assuntos foram tratados na audiência pública, como o fim da terceira casa decimal no preço do litro dos combustíveis para tornar mais clara a apresentação dos preços ao consumidor. Outra pauta foi a discussão sobre a liberação de delivery de álcool e gasolina, permitindo a venda fora dos postos, além do fim da venda direta de combustíveis (postos poderiam comprar etanol diretamente das usinas), outro movimento que aumentaria a concorrência e poderia levar a uma redução nos preços.  

    De acordo com a ANP, “as contribuições recebidas na consulta e na audiência serão avaliadas pela área técnica, para alteração ou não da minuta original e publicação posterior da resolução, após análise jurídica da Procuradoria Federal junto à ANP e aprovação da diretoria colegiada da Agência.”

    Não pode ir à banca comprar, mas não quer perder os conteúdos exclusivos da Quatro Rodas? Clique aqui e tenha o acesso digital.

    Edição de julho

    Continua após a publicidade



  • Esse conteúdo pertence ao site:

    Site: https://quatrorodas.abril.com.br/

    Para qualquer dúvida, sugestão, reclamação ou denúncias, envie um e-mail para:

    contato@imoveweb.com.br

    FONTE ORIGINAL

    Olha essas aqui:

    Deixe um Comentário

    O Site iMove Web é um AGREGADOR DE CONTEÚDOS, onde buscamos por fontes seguras que permite em seus sites, o formato: RSS/FEED, como se trata de conteúdo de terceiros, prezamos por isso, e informamos no final de cada post a REAL FONTE do post, e ainda todos os posts aqui publicados, são mantidos na integra de cada autor, sem alterar um paragrafo ou link inserido na postagem, todos direitos de imagem, textos e vídeos são atribuídos ao autor original. Somos contra FAKE NEWS, caso você leitor, se depare aqui com alguma notícia FALSA ou ENGANOSA, por favor nos envie um e-mail denunciando esse post. E-mail: contato@imoveweb.com.br FECHAR

    SOBRE NÓS