Alcolumbre sobe nas redes no Senado, teto de gastos domina pauta na Câmara

0
10

Alcolumbre sobe nas redes no Senado, teto de gastos domina pauta na Câmara

Créditos:Todos direitos de imagens, vídeos e do texto referente a esse artigo estão no final:

Impulsionado pela repercussão de posts relacionados à campanha do irmão à prefeitura de Macapá (AP) e à sessão que analisaria vetos do presidente da República, o presidente do Senado, Davi Alcolumbre (DEM-AP), teve o melhor desempenho individual do Senado no ranking FSBinfluênciaCongresso desta semana, subindo 14 posições e alcançando o 14º lugar do levantamento.

No primeiro lugar, o senador Humberto Costa (PT-PE) reconquistou a posição, com postagens criticando o presidente da República sobre suas falas na Assembleia da ONU, defendendo o auxílio emergencial de R$ 600 até dezembro e repercutindo o fato do advogado ligado à família Bolsonaro ser considerado réu por peculato e lavagem. O deputado Flávio Bolsonaro (PSL-RJ) caiu para segundo e o líder do PODEMOS, Álvaro Dias (PODE-PR), segue em terceiro.

Fabiano Contarato (REDE-ES) teve ótima ascensão, subindo dez posições e ocupando o 11º lugar. Dentre as maiores repercussões estão sua denúncia contra o ministro Milton Ribeiro ao STF por homofobia e decisões polêmicas do Conama.

Câmara dos Deputados

Na semana marcada pelas discussões e debates acalorados a respeito da origem dos recursos para viabilizar o Renda Cidadã, em que se falou até em cortar auxílio alimentação dos servidores para sustentar o substituto do Bolsa Família, muitas discussões sobre idas e vindas das reformas Tributária e Administrativa, e novas farpas saindo do confronto do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), com o ministro da Economia, Paulo Guedes, a respeito do teto de gastos, responsabilidade fiscal e privatizações, as primeiras posições do ranking FSBinfluênciaCongresso pouco sofreram alterações em comparação à semana anterior.

O deputado André Janones (AVANTE-MG) continua líder do ranking, seguido pela deputada Carla Zambelli (PSL-SP) em segundo, e o deputado Eduardo Bolsonaro (PSL -SP) em terceiro, seguido de perto pela deputada Bia Kicis (PSL-DF).

Apesar da grande exposição nos veículos de imprensa e mídias sociais, contrapondo as falas e ações do ministro Paulo Guedes, o presidente da Casa, Rodrigo Maia (DEM-RJ), caiu seis posições e ocupa o 17º lugar no ranking. Ao mesmo tempo, a deputada Gleisi Hoffmann (PT-PR) subiu seis casas, defendendo exatamente que o governo federal se livre de amarras fiscais e acabe com o teto de gastos, sob risco de aumento da fome e do desemprego no país. Com este discurso, a presidente do PT alcançou a 8ª posição.

O melhor desempenho individual foi do deputado Marcos Pereira (REPUBLICANOS-SP), que subiu 17 posições e passou a ocupar o 16º lugar, com postagens nas redes sociais divulgando atuação em defesa das pessoas com deficiência e participando de debates promovidos por grandes corporações a respeito da Reforma Tributária.

Confira aquiaqui o ranking do Senado Federal.

Siga a Bússola nas redes sociais Twitter  |    Facebook    |    Youtube


FONTE ORIGINAL

0 0 vote
Deixa sua avaliação aqui
Comentários
Notify of
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
Ver todos comentários